Resposta russa à expulsão de 70 diplomatas por Sofia pode cobrir a UE

Moscovo admite que a sua resposta à expulsão por Sofia de 70 membros do seu corpo diplomático pode incidir sobre o conjunto da União Europeia, afirmou hoje a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

Resposta russa à expulsão de 70 diplomatas por Sofia pode cobrir a UE

Resposta russa à expulsão de 70 diplomatas por Sofia pode cobrir a UE

Moscovo admite que a sua resposta à expulsão por Sofia de 70 membros do seu corpo diplomático pode incidir sobre o conjunto da União Europeia, afirmou hoje a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo.

“A decisão politizada de Sofia de reduzir de maneira injustificada o nosso pessoal diplomático na Bulgária não vai ficar certamente sem resposta bilateral”, declarou Maria Zakharova, em comunicado. Considerando que a expulsão pela Bulgária ia “bem além da prática diplomática”, exortou Sofia e a UE a “refletirem no princípio da reciprocidade subjacente às relações internacionais”. A diplomacia europeia “deve compreender que o apoio irrefletido a ações antirrussas dos diferentes Estados membros impõe ao conjunto da União Europeia a responsabilidade das suas consequências, incluindo na perspetiva das medidas de retorsão da nossa parte”, acrescentou.

Protocolos de adesão à NATO da Finlândia e da Suécia assinados hoje
Os embaixadores junto da NATO dos 30 países que atualmente integram a Aliança vão assinar hoje os protocolos de adesão da Finlândia e da Suécia (… continue a ler aqui)

A embaixadora russa em Sofia admitiu na sexta-feira o encerramento da embaixada no país, depois da recusa da Bulgária em anular a sua decisão de expulsar 70 membros do pessoal diplomático russo. Esta é uma quantidade inédita de expulsões decididas por este Estado balcânico, membro da União Europeia e da NATO, mas tradicionalmente próximo de Moscovo. Por seu lado, a UE “lamentou a ameaça injustificada da Federação Russa de romper os laços diplomáticos com a Bulgária”, qualificando-a como desproporcionada”.

“A decisão politizada de Sofia de reduzir de maneira injustificada o nosso pessoal diplomático na Bulgária não vai ficar certamente sem resposta bilateral”

Numerosos Estados europeus expulsaram diplomatas russos, depois da invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro, com a Federação Russa a responder com medidas similares.

Impala Instagram


RELACIONADOS