Residentes de Macau já não precisam de autorização de trabalho na China

Residentes de Macau já não precisam de autorização de trabalho na China

Os residentes de Macau, Hong Kong e Taiwan contratados por empresas chinesas vão deixar de precisar de uma autorização especial para trabalhar na China, noticiou hoje o diário China Daily.

A decisão, tomada por Pequim na semana passada, prevê que os residentes das duas regiões administrativas especiais e de Taiwan usufruam dos mesmos direitos que os residentes do interior da China, de acordo com o mesmo jornal.

As autorizações de trabalho eram um requisito obrigatório na China há mais de duas décadas. Durante este período, os interessados viam-se obrigados a apresentar vários documentos às autoridades, tais como a licença comercial do empregador, um certificado de saúde e um documento de viagem válido.

Por sua vez, as empresas tinham de pedir às autoridades municipais a aprovação da contratação dos interessados.

O presidente do Centro para a China e Globalização, Wang Huiyao, disse ao jornal que a decisão pode “atrair vários talentos” e contribuir para “a expansão de negócios no exterior”.

Para Hong Kong e Macau, em particular, a nova política irá promover a integração das duas regiões chinesas “na estratégia nacional da Grande Baía”, acrescentou.

O projeto da “Grande Baía” inclui as duas regiões administrativas de Hong Kong e Macau e nove cidades da província adjacente de Guangdong (Dongguan, Foshan, Guangzhou, Huizhou, Jiangmen, Shenzhen, Zhaoqing, Zhongshan e Zhuhai).

FST // VM

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Residentes de Macau já não precisam de autorização de trabalho na China

Os residentes de Macau, Hong Kong e Taiwan contratados por empresas chinesas vão deixar de precisar de uma autorização especial para trabalhar na China, noticiou hoje o diário China Daily.