Relação da NATO com a Rússia está no nível mais baixo desde a Guerra Fria

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, reconheceu hoje que a relação da Aliança Atlântica com a Rússia “está no seu nível mais baixo desde o final da Guerra Fria”, responsabilizando Moscovo por essa deterioração.

Relação da NATO com a Rússia está no nível mais baixo desde a Guerra Fria

Relação da NATO com a Rússia está no nível mais baixo desde a Guerra Fria

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, reconheceu hoje que a relação da Aliança Atlântica com a Rússia “está no seu nível mais baixo desde o final da Guerra Fria”, responsabilizando Moscovo por essa deterioração.

“A NATO tentou estabelecer uma boa relação com a Rússia durante décadas: estabelecemos o Conselho NATO-Rússia, o Ato Fundador NATO-Rússia, convidámos a Rússia para participar em várias atividades e, no Conceito Estratégico aprovado em 2010, afirmámos que a Rússia era um ‘parceiro estratégico’. Foi a Rússia que se afastou desta tentativa de estabelecer mais confiança, mais parcerias e de trabalhar em conjunto de maneira mais próxima”, afirmou o secretário-geral da NATO.

Jens Stoltenberg falava em conferência de imprensa após a segunda sessão de trabalhos da cimeira de líderes da NATO, que decorre em Madrid, e que contou com a participação de vários parceiros da Aliança, como a Geórgia, a Austrália, Coreia do Sul ou países da União Europeia que não pertencem à Aliança, como a Áustria ou a Irlanda.

TA/MP // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS