Paulo Rangel assume homossexualidade: “Não é problema nenhum”

Eurodeputado Paulo Rangel diz ter sido sempre foi discreto para “proteger a família”, mas que não é “nenhum segredo” que é homossexual.

Paulo Rangel assume homossexualidade:

Paulo Rangel assume homossexualidade: “Não é problema nenhum”

Eurodeputado Paulo Rangel diz ter sido sempre foi discreto para “proteger a família”, mas que não é “nenhum segredo” que é homossexual.

Paulo Rangel falou neste sábado em entrevista a Daniel Oliveira, no Alta Definição, da SIC, sobre a sua orientação sexual. Explicou que, apesar da “tentativa de campanha negra”, a sua homossexualidade “não é problema nenhum”. “É uma coisa que nunca escondi”, diz. O eurodeputado do PSD sempre viveu “discretamente”, mas que a orientação sexual dele “não é segredo”.

Paulo Rangel esperou pela morte da mãe para revelar homossexualidade

Paulo Rangel contou também que até 2019, o ano em que morreu a mãe, nunca teria sido possível revelar publicamente a orientação sexual numa entrevista. “Temos de proteger um pouco as nossas famílias. Essas pessoas não têm de ser objeto deste escrutínio”, justificou. O hipotético candidato à liderança do PSD acredita que em Portugal a homossexualidade não influrncia forma como os eleitores olham os políticos. “Em Portugal não creio. Nem agora, que é mais fácil, nem se fosse nos anos 80 ou 90.”

Ser católico e homossexual não tem problema porque “Jesus nunca faria qualquer discriminação”

O antigo líder parlamentar do PSD abordou ainda o assunto com referência à relação que tem com Deus e com a Fé. “Evidentemente que Deus gosta de nós como somos. Deus não está assim tão interessado no que se passa dentro do quarto de cada um.” Paulo Rangel acomoda o facto de ser homossexual na sua condição de católico porque “Jesus nunca faria qualquer discriminação”.

Impala Instagram


RELACIONADOS