Quirguizes protestam de novo contra envio de forças de paz para o Cazaquistão

Trinta quirguizes protestaram hoje pelo segundo dia consecutivo em Bishkek contra o envio para o Cazaquistão de “forças de paz” quirguizes, no âmbito do contingente da Organização do Tratado de Segurança Coletiva, aliança militar pós-soviética liderada pela Rússia.

Quirguizes protestam de novo contra envio de forças de paz para o Cazaquistão

Quirguizes protestam de novo contra envio de forças de paz para o Cazaquistão

Trinta quirguizes protestaram hoje pelo segundo dia consecutivo em Bishkek contra o envio para o Cazaquistão de “forças de paz” quirguizes, no âmbito do contingente da Organização do Tratado de Segurança Coletiva, aliança militar pós-soviética liderada pela Rússia.

Os manifestantes, concentrados em frente ao parlamento, brandiam cartazes com lemas como “A OTSC é uma falsidade”, “A OTSC é a Rússia” e “A Rússia é um agressor”, considerando que os graves distúrbios que abalam o Cazaquistão — inicialmente, devido ao aumento do preço do gás liquefeito — são um assunto interno daquele país centro-asiático.

O Cazaquistão, que classificou os manifestantes como “terroristas”, está a levar a cabo uma operação especial antiterrorista para dispersar os protestos no país, que se intensificaram desde que começaram, no dia 02 de janeiro.

O protesto em Bishkek coincidiu com uma sessão no parlamento quirguiz na qual se aprovou o envio de 150 soldados do Quirguistão para o Cazaquistão e 19 unidades de veículos armados e de outro tipo, segundo a agência quirguiz AKIPRESS.

A decisão de enviar os militares das forças especiais “escorpião” foi aprovada com os votos a favor de 69 dos 90 deputados no parlamento.

A aliança militar é formada por: Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia e Tajiquistão.

No total, o contingente de paz no Cazaquistão será de até 2.500 soldados, mas pode ser aumentado caso seja necessário, disse hoje o secretário de imprensa da OTSC, Vladimir Zainetdinov.

A Rússia enviou mais de 75 aviões de transporte militar com as unidades russas, de acordo com o Ministério da Defesa.

A Arménia enviou 100 militares para a força de paz no Cazaquistão, indicou a Defesa do país, ao passo que a Bielorrússia disse que destacará soldados da brigada 103 de Vitebsk das suas forças aerotransportadas.

Por sua vez, o Tajiquistão tenciona contribuir com entre 100 e 200 soldados para a missão da OTSC que, segundo assegura a Rússia e a própria organização, terá um período de tempo limitado e se dedicará unicamente a proteger alvos estratégicos.

 

ANC // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS