Quase 4,5 milhões pessoas sem eletricidade na Ucrânia após ataques russos

Quase 4,5 milhões de ucranianos ficaram hoje sem eletricidade após os recentes ataques russos a instalações de energia no país, afirmou o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Quase 4,5 milhões pessoas sem eletricidade na Ucrânia após ataques russos

Quase 4,5 milhões pessoas sem eletricidade na Ucrânia após ataques russos

Quase 4,5 milhões de ucranianos ficaram hoje sem eletricidade após os recentes ataques russos a instalações de energia no país, afirmou o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

“Só esta noite, cerca de 4,5 milhões de consumidores ficaram temporariamente sem energia” em Kiev e em outras 10 regiões do país, indicou Zelensky no seu discurso habitual noturno.

Os russos “não podem derrotar a Ucrânia no campo de batalha, é por isso que estão a tentar destruir o nosso povo”, cedendo ao “terror energético”, acusou.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 13 milhões de pessoas — mais de seis milhões de deslocados internos e mais de 7,7 milhões para países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa — justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia – foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.430 civis mortos e 9.865 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

JML // RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS