Putin e Maduro abordaram dívida contraída pela Venezuela à Rússia

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Venezuela, Nicolás Maduro, abordaram numa reunião na semana passada em Moscovo a dívida do país sul-americano à Rússia, que ascende a 3.000 milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros), informou hoje o Kremlin.

Putin e Maduro abordaram dívida contraída pela Venezuela à Rússia

Putin e Maduro abordaram dívida contraída pela Venezuela à Rússia

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Venezuela, Nicolás Maduro, abordaram numa reunião na semana passada em Moscovo a dívida do país sul-americano à Rússia, que ascende a 3.000 milhões de dólares (2,7 mil milhões de euros), informou hoje o Kremlin.

“O assunto da dívida foi brevemente abordado durante a recente visita” de Maduro à Rússia em 25 de setembro, indicou o porta-voz da presidência, Dmitri Peskov, ao ser questionado se o líder venezuelano solicitou ao homólogo russo uma reestruturação da dívida.

Peskov não revelou mais detalhes da conversa, mas o ministério russo das Finanças confirmou à agência Ria-Novosti que a Venezuela tem cumprido o pagamento das suas parcelas da dívida com a Rússia, e efetuou recentemente mais uma transferência.

O ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov, anunciou há meses que se realizaria outro pagamento de 200 milhões de dólares (183 milhões de euros) no outono.

Em 2011 a Rússia concedeu um crédito de 4.000 milhões de dólares (3,6 mil milhões de euros) à Venezuela para financiar a compra de equipamentos industriais.

No final de 2017 os dois países assinaram um protocolo intergovernamental sobre a reestruturação da dívida.

Na sequência deste acordo, Caracas tem de devolver a dívida contraída em dez anos, com pagamentos mínimos nos primeiros seis anos, segundo a agência Interfax.

O calendário da devolução estabelece os pagamentos anuais, na primavera e no outono, segundo a Ria-Novosti. O pagamento anterior do efetuado em abril.

PCR // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS