PSD propõe cortar menos nos gabinetes e ajustar excedente para compensar descida da luz

Rui Rio anunciou que o PSD substituirá as contrapartidas para descer o IVA da luz por um corte menor nos gabinetes ministeriais e um ajustamento no excedente orçamental de 0,25% para 0,20%.

PSD propõe cortar menos nos gabinetes e ajustar excedente para compensar descida da luz

PSD propõe cortar menos nos gabinetes e ajustar excedente para compensar descida da luz

Rui Rio anunciou que o PSD substituirá as contrapartidas para descer o IVA da luz por um corte menor nos gabinetes ministeriais e um ajustamento no excedente orçamental de 0,25% para 0,20%.

Lisboa, 05 fev 2020 (Lusa) – O presidente do PSD anunciou hoje que o partido substituirá as contrapartidas que propunha para descer o IVA da luz por um corte menor nos gabinetes ministeriais e um ajustamento no excedente orçamental de 0,25% para 0,20%.

Por outro lado, os sociais-democratas alteram a entrada em vigor da medida para 01 de outubro, e não em 01 de julho, como previa a proposta inicial.

Segundo as contas de Rui Rio, a descida do IVA da luz para consumo doméstico custará 31 milhões de euros por mês, perto de 94 milhões para o trimestre.

Tal seria compensado por um corte de 8,5 milhões de euros nos gabinetes ministeriais, repondo a despesa aos níveis de 2019, e por um ajustamento do excedente orçamental, que o líder do PSD diz estar nos 0,25%.

“Se passar a 0,2% mesmo, então sobram ainda doze milhões de euros além do precisamos”, afirmou Rui Rio, em conferência de imprensa no parlamento.

O líder do PSD disse não ter qualquer garantia de aprovação destas contrapartidas, reiterando que não existem negociações com BE e PCP, mas disse ter consciência de que esta proposta está mais “de acordo” com algo que estes partidos poderão aceitar.

SMA // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS