PS vai pedir audição extraordinária do ministro do Ambiente sobre as interconexões energéticas durante Orçamento

O PS anunciou hoje que vai requerer uma audição parlamentar do ministro do Ambiente de caráter extraordinário durante o período de discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2023, sobre as interconexões energéticas.

PS vai pedir audição extraordinária do ministro do Ambiente sobre as interconexões energéticas durante Orçamento

PS vai pedir audição extraordinária do ministro do Ambiente sobre as interconexões energéticas durante Orçamento

O PS anunciou hoje que vai requerer uma audição parlamentar do ministro do Ambiente de caráter extraordinário durante o período de discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2023, sobre as interconexões energéticas.

“O Grupo Parlamentar do PS irá propor na comissão de Ambiente, assim como na comissão de Assuntos Europeus, que seja feita uma audição em conjunto das duas comissões ao senhor ministro do Ambiente e da Ação Climática sobre as interconexões elétricas e a gás”, afirmou o líder parlamentar socialista, Eurico Brilhante Dias.

O anúncio foi feito após uma reunião extraordinária da conferência de líderes na qual ficou decidido que o debate parlamentar de urgência pedido pelo PSD sobre o acordo de interconexões ibéricas de energia só se vai realizar depois de concluída a discussão do Orçamento do Estado, a partir de 25 de novembro, uma vez que os socialistas opuseram-se à sua realização esta semana.

Durante o período de discussão do Orçamento do Estado, a Assembleia da República suspende as restantes atividades parlamentares, dedicando-se apenas a este tema.

Brilhante Dias explicou que tinha ficado decidido que até ao dia 25 de novembro “a Assembleia da República dedica o seu tempo ao Orçamento do Estado”.

“Mas ficou a abertura de que, com a autorização do senhor presidente da Assembleia da República, é possível fazer reunir as comissões parlamentares – que estão suspensas, mas podem reunir por autorização do senhor presidente”, acrescentou.

Eurico Brilhante Dias defendeu que “mais uma vez, o PS não só cumpriu o Regimento [da Assembleia da República] mas acima de tudo, politicamente, o PS não deixou que o PPD-PSD fugisse ao debate orçamental”.

Os socialistas acusaram os sociais-democratas de uma “manobra de fuga”, com Brilhante Dias a assinalar que o PSD não tem apresentado “alternativas ou propostas”.

ARYL/SMA // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS