PS afirma que ao fim de 43 anos acabou o poder absoluto na Madeira

A secretária-geral adjunta do PS considerou hoje que acabou o poder absoluto do PSD na Madeira e que os socialistas obtiveram nestas eleições regionais o seu melhor resultado de sempre.

PS afirma que ao fim de 43 anos acabou o poder absoluto na Madeira

PS afirma que ao fim de 43 anos acabou o poder absoluto na Madeira

A secretária-geral adjunta do PS considerou hoje que acabou o poder absoluto do PSD na Madeira e que os socialistas obtiveram nestas eleições regionais o seu melhor resultado de sempre.

“A confirmarem-se as projeções, ao fim de 43 anos, acabou o poder absoluto na Madeira” e “o PSD não voltará a ter maioria absoluta”, declarou Ana Catarina Mendes na reação da direção nacional do PS às projeções sobre os resultados das eleições para a Assembleia Legislativa Regional da Madeira.

Ana Catarina Mendes salientou que, nestas eleições, o PS “obterá o seu melhor resultado de sempre na Madeira”, prevendo-se que “mais do que triplique” o seu número de mandatos na Assembleia Legislativa Regional.

Segundo a projeção da RTP/Católica, o PSD deverá vencer as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, estimativa que a concretizar-se lhe retira a maioria absoluta no parlamento

De acordo com a projeção, o PSD elege entre 19 e 23 dos 47 deputados da assembleia regional, enquanto o PS alcança 34% a 38% dos votos (17 a 21 mandatos), o CDS-PP de 5% a 7% (dois a três deputados), e o Juntos Pelo Povo (JPP) 3% a 5% (uma a dois mandatos).

Segue-se a CDU, com 1% a 3%, o BE, também com 1% a 3%, e o PAN, com 1% a 2% – partidos que podem ou não eleger um deputado.

PMF // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS