Primeiro-ministro japonês mantém visita a países do Médio Oriente

O primeiro-ministro japonês inicia este sábado uma visita a três países do Médio Oriente, anunciou o Governo nipónico, depois de a deslocação ter sido questionada devido à tensão na região.

Primeiro-ministro japonês mantém visita a países do Médio Oriente

Primeiro-ministro japonês mantém visita a países do Médio Oriente

O primeiro-ministro japonês inicia este sábado uma visita a três países do Médio Oriente, anunciou o Governo nipónico, depois de a deslocação ter sido questionada devido à tensão na região.

A viagem de Shinzo Abe pela Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e Omã tem início no sábado e termina na quarta-feira da próxima semana, indicou o ministro porta-voz do Governo japonês, Yoshihide Suga, em conferência de imprensa.

O primeiro-ministro japonês pretende discutir com os líderes regionais soluções para reduzir a tensão no Médio Oriente, que aumentou na semana passada após a morte do general iraniano Qassem Soleimani, num ataque aéreo dos EUA em Bagdade.

O Governo de Tóquio também procura a cooperação dos três países para garantir rotas marítimas na região, da qual o Japão obtém 90% do petróleo que consome.

De acordo com o porta-voz do Executivo, Abe pretende também justificar o posicionamento de uma força militar japonesa nas águas da região, anunciado em 27 de dezembro.

Esta missão, que consiste num contratorpedeiro e num avião de reconhecimento aéreo, destina-se a recolher informações para assegurar as rotas marítimas da zona.

A viagem de Abe pelo Médio Oriente foi questionada na última quarta-feira após o ataque iraniano contra instalações militares dos EUA em duas bases aéreas iraquianas. Vários órgãos de comunicação locais, citando fontes oficiais anónimas, indicaram que a viagem tinha sido adiada.

A decisão de manter as datas inicialmente previstas é conhecida um dia depois da Casa Branca ter demonstrado contenção militar face ao ataque iraniano de retaliação que não causou, de acordo com Washington, baixas entre as tropas norte-americanas.

FST // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS