Presidente moçambicano nomeia ex-dirigente da Renamo embaixador na Santa Sé

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, nomeou Raul Domingos, antigo dirigente da Renamo, principal partido da oposição, embaixador extraordinário e plenipotenciário na Santa Sé, anunciou hoje em comunicado a Presidência da República.

Presidente moçambicano nomeia ex-dirigente da Renamo embaixador na Santa Sé

Presidente moçambicano nomeia ex-dirigente da Renamo embaixador na Santa Sé

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, nomeou Raul Domingos, antigo dirigente da Renamo, principal partido da oposição, embaixador extraordinário e plenipotenciário na Santa Sé, anunciou hoje em comunicado a Presidência da República.

Raul Domingos vai substituir Sérgio Nathú Cabá, exonerado hoje pelo Presidente da República do cargo de embaixador extraordinário e plenipotenciário de Moçambique na Santa Sé, avança a nota.

Raúl Domingos foi chefe da equipa da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) nas negociações com o Governo da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), para o Acordo Geral de Paz, assinado em 1992, em Roma.

As negociações contaram com a mediação da Comunidade de Sant´Egídio, entidade ligada à Igreja Católica.

Após as primeiras eleições multipartidárias na história de Moçambique, em 1994, Raúl Domingos chefiou a bancada do principal partido da oposição na Assembleia da República, mas acabou sendo expulso da Renamo, após desentendimentos com o então líder do movimento Afonso Dhlakama, na sequência das eleições gerais de 1999.

Após a sua saída da Renamo, Domingos fundou o Partido para a Democracia e Desenvolvimento (PDD), uma força política extraparlamentar que nunca conseguiu eleger representantes para órgãos eletivos nacionais ou locais.

O político é conselheiro de Estado por nomeação do atual chefe de Estado moçambicano.

 

PMA // JH

Lusa/Fim

 

 

 

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS