Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses ameaça guerra ao Governo

Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses ameaça guerra ao Governo

Jaime Marta Soares afirma que os bombeiros “não têm qualquer receio de fazer guerra a quem puser a sua paz em risco”, o que acontecerá caso avance a anunciada reforma da Proteção Civil.

Bragança, 10 nov (Lusa) — O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, ameaçou hoje fazer guerra ao Governo com todas as formas de luta caso avance a anunciada reforma da Proteção Civil que reorganiza o socorro no território português.

O dirigente falava à margem da abertura do Conselho Nacional, em Bragança, apontando que esta reunião ocorre “num dos piores momentos da vida dos bombeiros portugueses” que pede “unidade e tomada de atitudes fortes que façam ver ao Governo do país que os bombeiros portugueses não são uma coisa qualquer”.

O documento que irá sair do final dos trabalhos, em Bragança, resumirá as decisões sobre as formas de luta a tomar contra a proposta para a nova lei orgânica que se encontra em discussão pública e que foi aprovada em Conselho de Ministros a 25 de outubro prevendo criar cinco comandos regionais e 23 sub-regionais de emergência e proteção civil em vez dos atuais comandos distritais de operações e socorro.

“Não vamos admitir em circunstância alguma que estas reformas de legislação sejam efetivamente implantadas e impostas aos bombeiros portugueses. Vamos fazer avisos ao Governo, avisos que devem ser tomados em devida nota porque serão efetivamente à dimensão deste exército de soldados da paz e da vida, mas que não têm qualquer receio de fazer guerra a quem puser a sua paz em risco”, afirmou o presidente da Liga.

Jaime Marta Soares vincou que na reforma proposta pelo Governo “foi alterado o sistema só para os bombeiros, não foi alterado para nenhuma das outras estruturas e todas as outras estruturas pertencem ao Estado: a GNR, A PSP, o Exército, a Marinha, a Força Aérea, o INEM”.

Segundo disse, todas essas estruturas “têm a sua autonomia, a sua administração própria, só a Liga dos Bombeiros Portugueses, (que) são estruturas da sociedade civil, que não são estruturas do Estado, é àquela que impõem uma regra como se fossem funcionários do Estado”.

“Chega, chegamos ao limite. Queremos a nossa direção nacional de bombeiros autónoma, independente com orçamento próprio e queremos um comando autónomo dos bombeiros como têm todas as outras entidades”, reclamou, concretizando que a Liga defende “uma Autoridade Nacional de Proteção Civil que tenha uma função como tem na Europa e no Mundo, que é de coordenação, e que os vários parceiros da estrutura da Proteção Civil tenham a sua autonomia”.

Jaime Marta Soares avisou que os bombeiros estão “dispostos a tudo para efetivamente demonstrar” a sua revolta e apelou ao primeiro-ministro para que evite esta situação, que classifica como o “desmembrar de toda a estrutura” existente.

“Quero daqui dizer ao senhor primeiro-ministro que não temos medo nenhum das suas decisões. Estamos aqui bombeiros portugueses de cara levantada para o enfrentar. E o senhor primeiro-ministro terá que nos enfrenta na rua e todos os sítios onde efetivamente a nossa presença seja reclamada e não temos medo de nenhum Governo, nem de nenhum primeiro ministro de Portugal”, enfatizou.

Jaime Marta Soares fala ainda em “traição” do Governo por ter avançado com a proposta da reforma sem ouvir os bombeiros e espera que o Presidente da República “esteja atento” a esta situação.

O presidente da Liga lembrou que os bombeiros dão resposta “a 98% do socorro em Portugal, nos incêndios florestais a 95% e mesmo no transportes urgentes são responsáveis por 85% daquilo que faz o INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica)”.

“Somos elementos da sociedade civil para defender o nosso país, somos competentes, profissionais e mão-de-obra barata e, por isso talvez, o Governo tenha vindo pé ante pé para espezinhar os bombeiros portugueses, para achincalhar os bombeiros portugueses, para humilhar os bombeiros portugueses e nós diremos perentoriamente não”, declarou.

HFI // SB

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses ameaça guerra ao Governo

Jaime Marta Soares afirma que os bombeiros “não têm qualquer receio de fazer guerra a quem puser a sua paz em risco”, o que acontecerá caso avance a anunciada reforma da Proteção Civil.