PR considera assustadores números da corrupção em Moçambique

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje assustadores os casos de corrupção no país, assegurando um combate “firme” contra este tipo de delitos.

PR considera assustadores números da corrupção em Moçambique

PR considera assustadores números da corrupção em Moçambique

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje assustadores os casos de corrupção no país, assegurando um combate “firme” contra este tipo de delitos.

“O aumento de casos assusta-nos”, afirmou Filipe Nyusi, no discurso que proferiu por ocasião do encontro anual com o corpo diplomático acreditado em Maputo.

O chefe de Estado avançou que o número de processos-crime por corrupção aumentou de 911 em 2019 para 1.280 em 2020, uma subida de 40,5%.

Apesar de admitir estar preocupado com a subida, o Presidente moçambicano assinalou que há uma boa leitura que se pode fazer dos números, porque sinalizam a deteção de mais casos e o sucesso do combate à corrupção.

O aumento, prosseguiu, “não deve ser entendido apenas como crescimento de casos em Moçambique”.

“Eu até, às vezes, fico satisfeito, quando isso acontece, porque a subida é também resultado de mais trabalho nas instituições, que permite despoletar mais casos e mais responsabilização”, enfatizou Filipe Nyusi.

O Presidente moçambicano alertou para a complexidade do combate à corrupção, observando que “os corruptos pensam” em formas de escapar da lei.

“O nosso compromisso e combate veemente à corrupção e a todas as suas manifestações é total e enérgico”, sublinhou.

Falando no parlamento em abril, a procuradora-geral da República de Moçambique, Beatriz Buchili, disse que mais de 556 milhões de meticais (mais de 7,9 milhões de euros) foram desviados dos cofres do Estado em 2020.

“Em consequência da prática do crime de peculato, continuámos a registar prejuízos para o Estado que, numa avaliação baseada em processos instaurados, é de cerca 556.293.979 meticais”, afirmou a procuradora-geral da República, Beatriz Buchili.

PMA // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS