Portugal/Guiné-Bissau: Costa salienta “empenho pessoal” no reforço das relações bilaterais

O primeiro-ministro, António Costa, manifestou o seu “empenho pessoal” no reforço das relações entre Portugal e a Guiné-Bissau nos domínios político-diplomático, económico e cultural e reiterou que África será prioridade na presidência portuguesa da União Europeia.

Portugal/Guiné-Bissau: Costa salienta

Portugal/Guiné-Bissau: Costa salienta “empenho pessoal” no reforço das relações bilaterais

O primeiro-ministro, António Costa, manifestou o seu “empenho pessoal” no reforço das relações entre Portugal e a Guiné-Bissau nos domínios político-diplomático, económico e cultural e reiterou que África será prioridade na presidência portuguesa da União Europeia.

Estas posições foram transmitidas pelo líder do executivo na sua conta pessoal na rede social Twitter, após ter recebido em São o Presidente da República da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embalo, que se encontra em visita oficial a Portugal.

“Recebi hoje o Presidente Umaro Sissoco Embaló, a quem reiterei o meu empenho pessoal no reforço das relações entre Portugal e a Guiné-Bissau, nos planos político-diplomático, económico e cultural. As nossas relações serão sempre marcadas pela fraternidade”, escreveu António Costa.

Na sua mensagem, o primeiro-ministro referiu depois que Portugal “está empenhado em continuar a cooperar com a Guiné-Bissau”.

“Falámos sobre questões internacionais, designadamente da África Ocidental, também tendo em vista a preparação da presidência portuguesa da União Europeia, na qual o reforço das relações com África será uma prioridade”, acrescentou António Costa.

Horas antes, o chefe de Estado da Guiné-Bissau tinha sido recebido pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

No final desse encontro, o chefe de Estado português afirmou também que a presidência portuguesa da União Europeia, no primeiro semestre de 2021, será “um motor fundamental” das relações com África, “podendo culminar numa cimeira”.

“Portugal presidirá ao Conselho Europeu da União Europeia a partir do dia 01 de janeiro do ano que vem, e assim as relações entre Europa e África uma vez mais terão em Portugal um motor fundamental, podendo culminar numa cimeira entre os dois continentes, e particularmente envolvendo a União Europeia e a União Africana”, declarou o chefe de Estado português.

PMF (IEL) // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS