Portugal na média da UE de mulheres em cargos de gestão, mas abaixo na de executivos

Portugal na média da UE de mulheres em cargos de gestão, mas abaixo na de executivos

Portugal estava, em 2017, em linha com a União Europeia apresentando 36% de mulheres em cargos de gestão, contra 64% de homens, mas com a quarta menor taxa (10%) em cargos executivos em 2018, divulga hoje o Eurostat.

Num boletim divulgado no âmbito do Dia Internacional da Mulher, que se assinala na sexta-feira, a Letónia era, em 2017, o único Estado-membro com mais de metade (56%) de mulheres a ocuparem cargos de gestão, seguindo-se a Bulgária e a Estónia (49% cada), a Polónia e a Eslovénia (47% cada), a Hungria (43%), a Lituânia e a Suécia (42% cada), a Irlanda (41%) e a Eslováquia (40%).

No extremo oposto, apresentando a menor percentagem de quadros superiores no feminino, estavam o Luxemburgo (15%), Chipre (23%), República Checa, Dinamarca, Itália e Holanda (29% cada), Alemanha (30%), Grécia e Áustria (32%).

Com cerca de um terço de mulheres em lugares de gestão e em média com a UE (36%) estavam Portugal, Bélgica, França, Croácia e Finlândia, com o Reino Unido ligeiramente acima (37%) e a Espanha (35%), Malta e Roménia (34% cada) abaixo.

Já em 2018, a UE tinha uma média de 17% de mulheres em cargos executivos, com a Lituânia no topo da tabela (28%), seguida da Letónia, Bulgária (27% cada), Eslovénia e Roménia (25% cada).

A Áustria (5%), a República Checa (6%), a Itália (9%) e Portugal (10%) apresentaram as menores proporções de mulheres em cargos executivos.

No que respeita à percentagem de mulheres que integram conselho de administração — também dados de 2018 — a França ocupava o primeiro lugar (44%), seguida da Itália, Suécia (36% cada) e Finlândia (35%).

A Estónia (8%), a Grécia (9%), Malta (10%) e Roménia (11%) tinham, no ano passado, a menor percentagem de administradoras de empresas.

Portugal apresentou uma média de 22%, abaixo da média da UE (27%).

IG // ZO

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Portugal na média da UE de mulheres em cargos de gestão, mas abaixo na de executivos

Portugal estava, em 2017, em linha com a União Europeia apresentando 36% de mulheres em cargos de gestão, contra 64% de homens, mas com a quarta menor taxa (10%) em cargos executivos em 2018, divulga hoje o Eurostat.