População procura sinal de telemóvel para tentar saber notícias dos familiares

Com o telemóvel na mão, centenas de pessoas saíram domingo às ruas de Caracas, algumas a pé e outras em viaturas, à procura de um sítio onde conseguir sinal para conseguirem comunicar com familiares, no quarto dia de um ‘apagão’ que afetou as telecomunicações.

População procura sinal de telemóvel para tentar saber notícias dos familiares

População procura sinal de telemóvel para tentar saber notícias dos familiares

Com o telemóvel na mão, centenas de pessoas saíram domingo às ruas de Caracas, algumas a pé e outras em viaturas, à procura de um sítio onde conseguir sinal para conseguirem comunicar com familiares, no quarto dia de um ‘apagão’ que afetou as telecomunicações.

O objetivo, explicou um comerciante à agência Lusa, era também o de tentar usar as redes sociais para ter novidades sobre ‘apagão’ que desde a última quinta-feira mantém a Venezuela praticamente às escuras.

“Tive que ir até La Castellana [leste da capital], onde está a torre da operadora Digitel. Aí havia algum sinal, tentei falar com familiares que estão em Higuerote, mas não consegui. Quando marcamos o número, o telefone fica ‘mudo’ durante uns minutos e depois cai a chamada ou de imediato dá um sinal estranho de ocupado”, descreveu um lusodescendente.

Manoel de Freitas, comerciante, está “preocupado” com a situação, principalmente porque “nos últimos tempos se tem registado muita criminalidade em Higuerote, muitos casos de roubos a casas”.

Margarida Andrade, também ela lusodescendente, não conseguiu falar com a família que vive em Vargas (norte), mas conseguiu saber como estavam através da rede social Twitter.

“Quando chegou a luz ao aeroporto, eles ficaram também com sinal e aí conseguimos trocar algumas mensagens, sei que o meu pai e mãe estão bem. Depois ficaram novamente sem sinal. Pensava ir até lá mas há problemas com o transporte, terei que esperar”, disse.

Através do Twitter, os utilizadores estão a trocar mensagens indicando os sítios onde existe sinal das operadoras telefónicas que funcionam no país.

Pelas 19:00 horas locais (23:00 horas em Lisboa) era difícil circular pela rotunda de La Castellana, porque dezenas de motoristas tinham parado as suas viaturas tentando usar o sinal da Digitel.

Por outro lado, outros utilizadores optaram por ir até Los Palos Grandes, junto da Torre Movistar, para aproveitar o sinal daquela operadora.

Em El Paraíso (centro) na Avenida Libertador de Caracas e em Chacao (leste), alguns estabelecimentos comerciais, que funcionavam com gerador elétrico, abriram os sinais de ‘wi-fi’ para que a população pudesse ligar-se às redes sociais.

A Venezuela está às escuras desde a última quinta-feira, na sequência de uma avaria na central hidroelétrica de El Guri, a principal do país, que afetou ainda dois sistemas secundários e a linha central de transmissão.

Em Caracas, a eletricidade está a chegar a vários bairros, mas de forma intermitente.

O apagão afetou as comunicações fixas e móveis, os terminais de pagamentos e a Internet.

FPG // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS