Pompeo encontrou-se em Istambul com líder espiritual dos cristãos ortodoxos

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, reuniu-se hoje em Istambul com o líder espiritual dos cristãos ortodoxos, durante uma curta viagem à Turquia em que não se encontrou com nenhum elemento do Governo.

Pompeo encontrou-se em Istambul com líder espiritual dos cristãos ortodoxos

Pompeo encontrou-se em Istambul com líder espiritual dos cristãos ortodoxos

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, reuniu-se hoje em Istambul com o líder espiritual dos cristãos ortodoxos, durante uma curta viagem à Turquia em que não se encontrou com nenhum elemento do Governo.

Pompeo, que está numa digressão por sete países pela Europa e do Médio Oriente, colocou na sua conta da rede social Twitter fotos deste encontro, ao ser saudado pelo patriarca ecuménico Bartolomeu I, líder de cerca de 300 milhões de cristãos ortodoxos em todo o mundo, após o que reuniu com o núncio apostólico na Turquia, o arcebispo Paul Russell.

Contudo, nesta passagem pela Turquia, o chefe da diplomacia norte-americana não se encontrou com nenhum elemento do Governo do Presidente Recep Erdogan, o que irritou as autoridades de Ancara, já pouco satisfeitas com declarações de Pompeo sobre o tema da liberdade religiosa na Turquia.

Na semana passada, a Turquia emitiu uma declaração com palavras duras criticando os planos de viagem de Pompeo e disse que Washington deveria “olhar-se no espelho” e lidar com questões como racismo, islamofobia e crimes de ódio.

Hoje, Pompeo ignorou a polémica e escreveu no Twitter que, “como líder do mundo ortodoxo, (Bartolomeu) é um parceiro chave quando se continua a defender a liberdade religiosa em todo o mundo”.

Usando uma máscara facial com a bandeira norte-americana, Pompeo visitou ainda a mesquita Rustem Pasha, que foi construída pelo arquiteto otomano Sinan e é conhecida pelos seus elaborados azulejos azuis e brancos, acompanhado da mulher, Susan, que também usava máscara e um lenço na cabeça, de acordo com as tradições muçulmanas.

A viagem acontece no meio de atritos diplomáticos entre os EUA e a Turquia, envolvendo várias polémicas, incluindo a decisão do Governo turco de comprar um sistema antiaéreo russo, que Washington diz ser uma ameaça aos caças norte-americanos F-35.

Altos funcionários do Departamento de Estado norte-americano disseram que a ausência de reuniões oficiais na Turquia se deveu a problemas de agendamento durante a breve paragem em Istambul e recordaram que Pompeo deverá reunir com o seu homólogo turco no início de dezembro, durante uma reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, de que ambos os países são membros.

Os ‘media’ turcos, contudo, dizem que as autoridades de Ancara ignoraram Pompeo, depois de este se ter recusado a viajar até à capital, para uma visita oficial, onde poderia ter discutido a questão da liberdade religiosa no país.

A Turquia insiste que protege os direitos de cidadãos de várias religiões de praticar livremente as suas religiões, embora recentemente tenha atraído críticas, inclusivamente de Pompeo, por reconverter o monumento histórico de Istambul Haghia Sophia numa mesquita, ignorando os pedidos para que a antiga catedral seja mantida como um museu, em reconhecimento do passado multicultural da cidade.

Enquanto isso, cerca de 25 membros de um grupo nacionalista de esquerda, a União da Juventude Turca, manifestaram-se perto do Patriarcado de Istambul, sob forte presença da polícia, protestando contra a reunião de Pompeo com Bartolomeu, com ‘slogans’ anti-americanos.

Pompeo segue agora para o Médio Oriente, onde deverá visitar colonatos israelitas na Cisjordânia.

RJP // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS