Polícia de Washington divulga imagens de negro morto a tiro

A polícia de Washington divulgou hoje imagens vídeo da detenção de um jovem negro morto a tiro por um polícia na quarta-feira na capital dos Estados Unidos da América, que provocou manifestações contra a violência policial contra os negros.

Polícia de Washington divulga imagens de negro morto a tiro

Polícia de Washington divulga imagens de negro morto a tiro

A polícia de Washington divulgou hoje imagens vídeo da detenção de um jovem negro morto a tiro por um polícia na quarta-feira na capital dos Estados Unidos da América, que provocou manifestações contra a violência policial contra os negros.

Deon Kay, 18 anos, foi atingido a tiro no peito quando fugia da polícia num bairro da zona sudeste de Washington D.C. onde vivia.

As imagens da câmara instalada na farda de um polícia mostram-no a perseguir um primeiro suspeito, quando Deon Kay parece surgir de trás de um veículo com uma arma na mão e o agente dispara um tiro que atinge o jovem no peito.

As imagens são de má qualidade, mas o jovem não parece apontar a arma aos polícias.

O comando policial identificou o agente como Alexander Alvarez, que entrou para as forças policiais em 2018, e disse que ele está em licença administrativa desde o incidente.

O polícia disse ter disparado antes de Deon Kay largar a arma, que foi encontrada a cerca de 30 metros do local onde caiu, disse o chefe da polícia, Peter Newsham, em conferência de imprensa, admitindo que “parece uma distância longa para atirar uma arma”.

O adolescente foi transportado para o hospital, onde foi declarado morto.

A polícia deteve dois suspeitos e recuperou duas armas de fogo e um terceiro suspeito conseguiu fugir, disse ainda o responsável.

Deon Kay era “um membro conhecido de um gangue do bairro” e tinha “numerosos” antecedentes criminais.

Na quarta-feira à noite, várias dezenas de manifestantes protestaram frente à esquadra da polícia do bairro onde ocorreu o incidente para exigir justiça em relação ao que consideram uma nova ação de uso excessivo de força pela polícia.

“No atual clima, não apenas em Washington mas em todo o país, a desinformação pode levar potencialmente a perturbações na nossa cidade e isso é a última coisa que queremos”, disse o chefe da polícia para justificar a difusão das imagens.

Este caso ocorre depois de meses de protestos nos Estados Unidos contra a brutalidade policial em relação à minoria negra, cujo símbolo principal é George Floyd, um afro-americano asfixiado pela polícia em finais de maio em Minneapolis.

MDR // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS