PM guineense diz que presidência da CEDEAO resulta de aposta na dinamização da diplomacia

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, afirmou que a presidência da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), atribuída no domingo ao país, é o resultado da “aposta na dinamização da diplomacia”.

PM guineense diz que presidência da CEDEAO resulta de aposta na dinamização da diplomacia

PM guineense diz que presidência da CEDEAO resulta de aposta na dinamização da diplomacia

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, afirmou que a presidência da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), atribuída no domingo ao país, é o resultado da “aposta na dinamização da diplomacia”.

“Desde 1975 que somos parte da CEDEAO, mas nunca tivemos o privilégio de presidir à organização, e agora, resultado da aposta na dinamização da nossa diplomacia, sob os auspícios do Presidente Sissoco Embaló, conseguimos catapultar a boa imagem do país, o avanço e a afirmação cada vez mais do país, tanto no panorama sub-regional, como a nível mundial”, salientou Nabiam numa mensagem na rede social Facebook.

O primeiro-ministro destacou também que a “Guiné-Bissau está de parabéns” e que cabe ao Governo “tomar todos os dispositivos necessários para que a experiência seja coroada de êxitos e que as metas sejam todas atingidas e os desafios vencidos”.

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, assumiu domingo a presidência rotativa da CEDEAO.

“A Guiné-Bissau com Cabo Verde são membros fundadores, mas infelizmente nunca nenhum país lusófono chegou a exercer a presidência em exercício desta comunidade em que participamos na sua criação”, disse aos jornalistas no domingo o Presidente guineense.

MSE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS