Peru convida uma centena de países para debaterem crise na Venezuela

O Peru convidou cerca de cem países, incluindo Cuba, China, Rússia e Turquia, assim como o Vaticano, para participarem numa cimeira internacional em Lima, a 06 de agosto, sobre a crise na Venezuela, divulgou quarta-feira o Governo peruano.

Peru convida uma centena de países para debaterem crise na Venezuela

Peru convida uma centena de países para debaterem crise na Venezuela

O Peru convidou cerca de cem países, incluindo Cuba, China, Rússia e Turquia, assim como o Vaticano, para participarem numa cimeira internacional em Lima, a 06 de agosto, sobre a crise na Venezuela, divulgou quarta-feira o Governo peruano.

“Será uma reunião muito ampla”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros do Peru, Nestor Popolizio, numa reunião com a imprensa estrangeira em Lima.

O ministro peruano explicou que a intenção é falar sobre “a melhor maneira de recuperar a democracia na Venezuela” e examinar o impacto gerado pela migração massiva de venezuelanos para os países vizinhos.

Popolizio declarou que os convites para essa reunião -, a qual o Peru aceitou sediar durante uma reunião do Grupo de Lima (países americanos que formaram um grupo para debater e acompanhar a atual crise económica, política e social na Venezuela), realizada em abril no Chile – foram feitos ao nível dos ministros dos Negócios Estrangeiros, incluindo o Vaticano.

A 30 de abril, um grupo de militares declarou desobediência ao regime de Nicolás Maduro e decidiu apoiar o presidente do parlamento, o opositor Juan Guaidó, autroproclamado Presidente interino do país e já reconhecido por meia centena de países, incluindo Portugal.

Os militares apelaram, sem sucesso, à população para saírem em apoio à oposição.

CSR // PVJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS