Pelo menos três mortos em explosão numa ponte da Crimeia

Pelo menos três pessoas morreram na explosão que danificou a ponte da Crimeia, que liga a Rússia a esta península ucraniana anexada, anunciaram os investigadores russos, adiantando ter identificado o proprietário do camião que explodiu.

Pelo menos três mortos em explosão numa ponte da Crimeia

Pelo menos três mortos em explosão numa ponte da Crimeia

Pelo menos três pessoas morreram na explosão que danificou a ponte da Crimeia, que liga a Rússia a esta península ucraniana anexada, anunciaram os investigadores russos, adiantando ter identificado o proprietário do camião que explodiu.

“De acordo com dados preliminares, três pessoas morreram na sequência do acidente. Eram, provavelmente, passageiros de um carro que estava perto do camião que explodiu”, disse o Comité de Investigação da Rússia, em comunicado hoje divulgado.

Segundo a mesma fonte, “os corpos de duas das vítimas – um homem e uma mulher – já foram retirados da água”.

O Comité de Investigação, órgão responsável pelas principais investigações criminais na Rússia, também alegou ter “estabelecido a identidade do proprietário do camião”, um homem residente na região de Krasnodar, no sul do país, e que é suspeito de estar na origem da explosão.

“Foi aberta uma investigação no seu local de residência. A rota do camião e os seus documentos estão a ser estudados”, acrescentaram os investigadores.

A explosão deste veículo causou hoje um grande incêndio e danos a esta importante infraestrutura rodoviária e ferroviária, que abastece a Crimeia, uma península ucraniana anexada em 2014 pela Rússia.

A ponte constitui também um projeto simbólico, tendo sido construída com grandes custos e inaugurada em 2018 pelo próprio Presidente russo, Vladimir Putin.

A Ucrânia não assumiu oficialmente a responsabilidade por este ataque.

No entanto, o líder parlamentar do partido do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, deu a entender que o incidente foi uma consequência da tomada da Crimeia por Moscovo e das tentativas de integrar a península na Rússia.

“A construção ilegal russa está a começar a desmoronar e a pegar fogo. A razão é simples: se se construir algo explosivo, mais cedo ou mais tarde isso vai explodir”, escreveu David Arakhamia, líder do partido Servo do Povo, na rede de mensagens Telegram.

“E isto é apenas o começo. Entre muitas outras coisas, a construção confiável não é algo pelo que a Rússia seja particularmente famosa”, concluiu.

A Rússia reagiu, entretanto, às declarações de Kiev, considerando que a reação ucraniana constitui um sinal da “natureza terrorista” da Ucrânia.

PMC // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS