Pelo menos mil mortos e 1.500 feridos em sismo no Afeganistão – novo balanço

O número de mortos causados pelo sismo de 5,9 na escala de Richter que atingiu hoje o leste do Afeganistão subiu para mil e o número de feridos para 1.500, segundo um novo balanço apresentado pelo Governo.

Pelo menos mil mortos e 1.500 feridos em sismo no Afeganistão - novo balanço

Pelo menos mil mortos e 1.500 feridos em sismo no Afeganistão – novo balanço

O número de mortos causados pelo sismo de 5,9 na escala de Richter que atingiu hoje o leste do Afeganistão subiu para mil e o número de feridos para 1.500, segundo um novo balanço apresentado pelo Governo.

O anterior balanço dava conta de 920 vítimas mortais e 600 feridos.

O chefe do departamento de informação e cultura da província de Paktika, Mohammad Amin Huzaifa, adiantou à agência AFP que “o número de mortos atingiu os mil e está a aumentar”.

As operações de salvamento esperam-se complicadas, uma vez que muitas organizações de ajuda internacional deixaram o Afeganistão depois da tomada do país pelos talibãs no ano passado e a caótica retirada das forças internacionais do território.

O sismo foi registado hoje a cerca de 46 quilómetros da cidade de Khost, perto da fronteira entre o Paquistão e o Afeganistão, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que também relatou um tremor secundário de 4,5 de magnitude.

Imagens partilhadas nas redes sociais mostram várias casas destruídas, enquanto o governo talibã já iniciou os esforços de resgate enviando ajuda, helicópteros e material médico.

O USGS referiu que o sismo, com uma magnitude de 5,9, ocorreu a uma profundidade de 10 quilómetros, pelas 04:30 TMG (05:30 em Lisboa), perto da fronteira com o Paquistão.

Responsáveis afegãos mencionaram mais tarde uma magnitude de 6,1.

BZF /SCA (DD) // SCA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS