Pelo menos 33 soldados mortos em ataque no nordeste do Mali

Pelo menos 33 soldados das Forças Armadas do Mali (Fama) foram mortos e outros 14 ficaram feridos numa emboscada realizada na segunda-feira por alegados ‘jihadistas’ na zona de Asongo, região de Gao, nordeste do país, anunciou hoje o Exército.

Pelo menos 33 soldados mortos em ataque no nordeste do Mali

Pelo menos 33 soldados mortos em ataque no nordeste do Mali

Pelo menos 33 soldados das Forças Armadas do Mali (Fama) foram mortos e outros 14 ficaram feridos numa emboscada realizada na segunda-feira por alegados ‘jihadistas’ na zona de Asongo, região de Gao, nordeste do país, anunciou hoje o Exército.

O ataque, que ocorreu no posto de segurança de Tessit, a cerca de 60 quilómetros a sudeste de Asongo, resultou também na morte de pelo menos 20 terroristas, refere uma nota do Estado-Maior General do Exército maliano citada pela agência noticiosa Efe.

De acordo com a nota, este é o mais recente balanço das vítimas segundo as operações de rastreio das forças malianas no local do ataque.

O documento acrescenta que os feridos foram retirados do local para receberem os cuidados necessários, recordando a necessidade de um reforço na luta contra o terrorismo.

Nenhum grupo reivindicou até agora a responsabilidade do ataque, mas os especialistas acreditam que a atuação dos perpetradores é semelhante à do grupo terrorista do Estado Islâmico do Grande Saara.

A instabilidade que afeta o Mali começou com o golpe de Estado em 2012, quando vários grupos rebeldes e organizações fundamentalistas tomarem o poder do norte do país durante 10 meses.

Portugal tem atualmente dois militares na missão da ONU no Mali (Minusma), e outros 17 militares no âmbito de uma missão da União Europeia (EUTM).

JYO // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS