Pedidos de nacionalidade portuguesa em 2019 atingem número mais alto dos últimos cinco anos

Mais de 74 mil cidadãos estrangeiros pediram a nacionalidade portuguesa em 2019, o valor mais elevado dos últimos cinco anos, indica o Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo hoje apresentado.

Pedidos de nacionalidade portuguesa em 2019 atingem número mais alto dos últimos cinco anos

Pedidos de nacionalidade portuguesa em 2019 atingem número mais alto dos últimos cinco anos

Mais de 74 mil cidadãos estrangeiros pediram a nacionalidade portuguesa em 2019, o valor mais elevado dos últimos cinco anos, indica o Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo hoje apresentado.

O RIFA de 2019, divulgado por ocasião do 44.º aniversário do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), refere que foram registados 74.116 pedidos de aquisição da nacionalidade portuguesa, verificando-se “um aumento expressivo face ao período homologo (2018) de 79,4%”.

O relatório adianta que o SEF emitiu 70.529 pareceres, 68.116 dos quais positivos e 2.413 negativos.

Segundo o documento, quem mais adquiriu a nacionalidade portuguesa em 2019 foram os naturais do Brasil (22.928), Israel (18.433), Cabo Verde (6.472), Angola (2.993), Ucrânia (2.738), Guiné-Bissau (2.538) e Turquia (1.629).

“O crescimento acentuado de pedidos de nacionalidade de cidadãos oriundos de Israel e Turquia, estará associado à publicação do aditamento ao Regulamento da Nacionalidade Portuguesa, de 2015, relativo à naturalização de estrangeiros que sejam descendentes de judeus sefarditas portugueses”, lê-se no documento.

O SEF realça que a maior parte dos pedidos de aquisição de nacionalidade portuguesa está relacionada com a naturalização (68,9%), seguido de casamento e união de facto (13,3%) e atribuição originária (11%).

Sobre a aquisição de nacionalidade por efeito da vontade de casamento ou união de facto, o SEF salienta que os pedidos são apresentados por nacionais do Brasil (5.215), Venezuela (709), Angola (610), Cabo Verde (599) e Ucrânia (337).

O RIFA indica ainda que, neste tipo de processos, verifica-se a existência de um grande número de cidadãos estrangeiros que, não sendo residentes em Portugal, efetuam o pedido de nacionalidade junto das Embaixadas e Consulados de Portugal da área de residência.

Neste domínio, o SEF emitiu 9.270 pareceres, 9.199 dos quais positivos e 71 negativos.

CMP // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS