PCP acusa Governo de falta de sensibilidade por anular descida de preços nos combustíveis

O PCP acusou hoje o Governo de falta de sensibilidade por ter feito uma revisão do ISP que anula a redução do preço dos combustíveis, mas considerou que o executivo “ainda vai a tempo” de reverter a decisão.

PCP acusa Governo de falta de sensibilidade por anular descida de preços nos combustíveis

PCP acusa Governo de falta de sensibilidade por anular descida de preços nos combustíveis

O PCP acusou hoje o Governo de falta de sensibilidade por ter feito uma revisão do ISP que anula a redução do preço dos combustíveis, mas considerou que o executivo “ainda vai a tempo” de reverter a decisão.

“O Governo deveria ter tido a sensibilidade e evitar o aumento do preço dos combustíveis”, sustentou a líder parlamentar comunista, Paula Santos, numa declaração enviada aos órgãos de comunicação social.

Paula Santos considerou que o executivo socialista “ainda vai a tempo de intervir e de travar” o aumento dos preços, embora defendendo que é preciso ir além da “intervenção no plano fiscal”.

Na ótica dos comunistas, é necessário fixar preços máximos nos combustíveis e “enfrentar os grupos económicos”.

“A Galp teve mais de 600 milhões de euros em lucros […], enquanto os trabalhadores e o povo vão empobrecendo”, completou a deputada e membro da Comissão Política do PCP.

O Governo fez uma revisão fiscal do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP). Como consequência, os preços dos combustíveis aumentaram, mais 1,5 cêntimos na gasóleo e quase dois cêntimos na gasolina.

AFE // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS