Partido Socialista vence eleições parlamentares na Moldávia sem maioria absoluta

O Partido Socialista, pró-Rússia, venceu as eleições parlamentares na Moldávia com mais de 30% dos votos, um resultado insuficiente para alcançar uma maioria absoluta no país dividido entre a reaproximação com o Kremlin e orientações pró-europeias.

Partido Socialista vence eleições parlamentares na Moldávia sem maioria absoluta

Partido Socialista vence eleições parlamentares na Moldávia sem maioria absoluta

O Partido Socialista, pró-Rússia, venceu as eleições parlamentares na Moldávia com mais de 30% dos votos, um resultado insuficiente para alcançar uma maioria absoluta no país dividido entre a reaproximação com o Kremlin e orientações pró-europeias.

Após a contagem de cerca de 98% dos votos pela Comissão Eleitoral, o Partido Socialista do Presidente Igor Dodon obteve 31,4% dos votos.

Em segundo lugar ficou a aliança pró-europeia ACUM, com 26%, seguindo-se o Partido Democrático do milionário Vlad Plahotniuc, com 24%, que tinha o maior número de deputados no agora Parlamento cessante.

Estes resultados sugerem que nenhum partido terá a maioria absoluta necessária para acabar com as divisões que afetam o país, apesar de a composição do Parlamento só ficar completamente conhecida por volta das 10:00.

Um dos países mais pobres da Europa a par da Ucrânia, a Moldávia tem sido abalada desde a sua independência da antiga União Soviética em 1991 por constantes crises políticas e onde permanece um “conflito congelado” a Transnístria, o território separatista pró-russo do leste que escapa ao seu controlo.

A guerra civil da Transnístria entre março e julho de 1992, com envolvimento externo, provocou centenas de mortos.

Os moldavos foram às urnas no domingo para eleger, por um mandato de quatro anos, os 101 deputados do pequeno país dos Balcãs com a superfície do Alentejo (33.000 quilómetros quadrados, 3,3 milhões de habitantes), comprimido entre a Roménia e a Ucrânia. Pela primeira vez o escrutínio foi misto (proporcional e escrutínios locais).

MIM (PCR) // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS