Partido de centro direita vence eleições no Quebeque com maioria absoluta

Partido de centro direita vence eleições no Quebeque com maioria absoluta

A Coalition Avenir Québec foi o partido mais votado nas eleições provinciais do Quebeque no Canadá com 37.48% dos votos, conquistando a maioria absoluta.

Montreal, Canadá 02 out (Lusa) – A Coalition Avenir Québec foi o partido mais votado nas eleições provinciais do Quebeque no Canadá, realizadas na segunda-feira, com 37.48% dos votos, conquistando a maioria absoluta.

O partido de centro direita conseguiu eleger 74 deputados com 37.48 % dos votos (1.489.120), enquanto que os liberais, terão 32 deputados com 24.76 % (984.775 votos), quando estavam contadas 20.838 de 20.944 mesas de voto.

Esta é a primeira vez desde 1966 que um partido de direita consegue vencer as eleições provinciais.

O ‘Parti Québécois’ perdeu o estatuto de partido oficial, ao eleger apenas nove mandatos com 17.07 % (679.641 votos ). Ao contrário, o ´Québec Solidaire’ chegou aos 10 deputados, com 16.07% (639.192 votos).

Para ter o estatuto de partido oficial, um partido tem de eleger o mínimo de 12 deputados, ou ter 20 por cento do voto popular.

François Legault, de 61 anos, co-fundador da campanhia aérea Air Transat e empresário, é o novo primeiro-ministro do Quebeque.

Legault fundou o partido de centro-direita em 2011 após desvincular-se do partido separatista ‘Parti Québécois’ (esquerda), há seis anos, dizendo que o lugar do Quebeque é no Canadá.

Durante a campanha eleitoral Legault sugeriu reduzir o nível de imigração para 20%, prometendo ainda que os imigrantes teriam que passar num teste de valores e de francês após três anos de residência na província, senão seriam expulsos.

Prometeu ainda reduzir os impostos, aumentar os subsídios para as creches, para voltar a uma taxa única de oito dólares canadianos (cinco euros).

François Legault concorda com a manutenção da taxa sobre o carbono e prometeu alterar a idade mínima para os 21 anos para o consumo de cannabis.

Dos candidatos lusodescendentes só Carlos Leitão, que era o ministro das Finanças do Governo Liberal, conseguiu ser eleito, ao vencer no seu distrito eleitoral de Robert-Baldwin com 73.85 % (22.426 votos).

Antes destas eleições os Liberais tinham 68 mandatos, o Parti Québécois 28, a Coalition Avenir Québec 21, o Québec Solidaire três, e cinco deputados tinham o estatuto de independentes.

O Quebeque é a segunda maior província canadiana e segue assim os passos do Ontário que em junho, após 15 anos de governo liberal (centro), passou para a direita do governo Progressivo Conservador.

No Quebeque os Liberais estavam no poder desde 2003, com a excepção de 19 meses de um governo minoritário do Parti Québécois (2012-2014).

Votaram nas eleições do Quebeque desta segunda-feira 3.864.145 eleitores quando estavam recenseados 6.169.772.

SEYM // MIM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Partido de centro direita vence eleições no Quebeque com maioria absoluta

A Coalition Avenir Québec foi o partido mais votado nas eleições provinciais do Quebeque no Canadá com 37.48% dos votos, conquistando a maioria absoluta.