Paris adverte Londres para “não brincar” com protocolo da Irlanda do Norte

O secretário de Estado francês para Assuntos Europeus alertou hoje a Grã- bretanha para “não brincar” com as regras comerciais pós-Brexit do protocolo da Irlanda Norte, numa altura em que é possível o aumento da violência nesta região.

Paris adverte Londres para

Paris adverte Londres para “não brincar” com protocolo da Irlanda do Norte

O secretário de Estado francês para Assuntos Europeus alertou hoje a Grã- bretanha para “não brincar” com as regras comerciais pós-Brexit do protocolo da Irlanda Norte, numa altura em que é possível o aumento da violência nesta região.

Londres deve ser responsável pelo protocolo, disse Clément Beaune, num encontro com a imprensa em Haia, após uma reunião com o ministro de Relações Exteriores dos Países Baixos.

“Não podemos aceitar que haja um jogo político numa questão tão delicada. É uma peça central da estabilidade europeia, não podemos brincar com isso. Nunca vamos brincar com isso. Mas não podemos aceitar que o protocolo seja tratado levianamente por qualquer parte”, frisou o governante francês.

Clément Beaune esclareceu que esta questão está a ser discutida com a Grã-Bretanha, mas advertiu para que “não brinque com o protocolo”.

O protocolo foi elaborado para evitar o regresso a uma fronteira física entre a Irlanda, um Estado-membro da União Europeia, e a Irlanda do Norte, província britânica, que poderia aumentar as tensões e acabar com a paz estabelecida em 1998 depois de 30 anos de violência entre quem achava que a Irlanda deveria pertencer na íntegra ao Reino Unido e quem era favorável à reunificação da ilha como um país independente.

Desde que o Reino Unido deixou definitivamente o mercado único europeu, no final de 2020, as mercadorias que se deslocam entre o Reino Unido e o bloco europeu passaram a ser sujeitos a controlos alfandegários e veterinários, incluindo alguns produtos britânicos que vão para a Irlanda do Norte porque a região faz fronteira com a Irlanda, membro da UE.

Na segunda-feira, o ministro britânico das Relações com a UE, David Frost, pediu à União Europeia para que chegasse a um acordo sobre as dificuldades impostas pelo protocolo até 12 de julho, quando se comemora o domínio protestante sobre a província, lembrando que a Irlanda do Norte costuma “ser agitada” entre o final da primavera e o verão.

O secretário de Estado francês para Assuntos Europeus considerou que “o protocolo não é um problema”, sendo uma solução para “os problemas fronteiriços que foram criados pelo Brexit”.

CMP // ZO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS