Orçamento federal dos EUA paga missões militares na fronteira mexicana

Orçamento federal dos EUA paga missões militares na fronteira mexicana

O Departamento da Defesa dos Estados Unidos vai assumir o custo dos quatro mil militares da Guarda Nacional (reserva territorial) mobilizados para missões de segurança na fronteira com o México, indicou o Pentágono.

Washington, 07 abr (Lusa) – O Departamento da Defesa dos Estados Unidos vai assumir o custo dos quatro mil militares da Guarda Nacional (reserva territorial) mobilizados para missões de segurança na fronteira com o México, indicou o Pentágono.


A resolução foi aprovada na sexta-feira pelo secretário da Defesa dos Estados Unidos da América, Jim Mattis, e significa que será o Governo federal – e não cada um dos Estados que contribuem com tropas – a pagar a conta das missões da Guarda Nacional, preconizadas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.


No entanto, as tropas no terreno continuam sob o comando de cada um dos Estados que contribuem com militares para as missões.


O memorando do Pentágono determina que a autorização de pagamento é válida até ao final do período orçamentado, que termina a 30 de setembro. O documento não indica a estimativa de custo de todas as missões.


Também indica que o pessoal da Guarda Nacional não vai desempenhar funções de manutenção da lei ou “interagir com migrantes ou outras pessoas detidas” pelo Departamento de Segurança Nacional sem a luz verde de Mattis.


O armamento distribuído às tropas será “limitado às circunstâncias que possam motivar autodefesa”, indica o documento, sem dar mais pormenores.


A Guarda Nacional do Arizona está a coordenar o envio de 150 militares para a fronteira com o México, que será feito na próxima semana. As tropas do Arizona vão fornecer apoio aéreo, de reconhecimento, operacional e logístico.


Também vão construir infraestruturas fronteiriças. As tropas do Estado do Arizona já estiveram envolvidas em missões semelhantes anteriormente.


Por outro lado, o Texas já começou a enviar tropas para a fronteira, esperando mobilizar 250 elementos nas próximas 72 horas. O brigadeiro Tracy Norris, comandante da Guarda Nacional do Exército do Texas, anunciou a mobilização na sexta-feira, mas ainda não revelou quais serão as responsabilidades dos militares do Texas no decorrer das missões.


O Texas já tem 100 dos seus elementos da Guarda Nacional em missão na fronteira, ao abrigo de uma missão do próprio Estado.



NVI // MP

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Orçamento federal dos EUA paga missões militares na fronteira mexicana

O Departamento da Defesa dos Estados Unidos vai assumir o custo dos quatro mil militares da Guarda Nacional (reserva territorial) mobilizados para missões de segurança na fronteira com o México, indicou o Pentágono.