Ómicron terá impacto no crescimento dos EUA, mas sem o inviabilizar

A variante Ómicron terá efeitos no crescimento económico norte-americano, mas não o vai inviabilizar, afirmou hoje a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, num encontro com autarcas, em Washington.

Ómicron terá impacto no crescimento dos EUA, mas sem o inviabilizar

Ómicron terá impacto no crescimento dos EUA, mas sem o inviabilizar

A variante Ómicron terá efeitos no crescimento económico norte-americano, mas não o vai inviabilizar, afirmou hoje a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, num encontro com autarcas, em Washington.

“A Ómicron representa um desafio e terá provavelmente impacto em vários dados nos próximos meses, mas estou convencida que não vai desviar do caminho o que tem sido um dos períodos mais fortes de crescimento desde há um século”, disse Yellen, num discurso que foi divulgado antecipadamente.

“Mas nada está garantido, é preciso reconhecer isso”, adiantou.

A variante Ómicron tem levado a um aumento de casos de covid-19, multiplicando o isolamento de pessoas infetadas ou de contactos, impossibilitando-os de trabalhar. As companhias aéreas, por exemplo, cancelaram milhares de voos no período do Natal, por falta de funcionários.

Em consequência disso, o crescimento económico deve abrandar no primeiro trimestre de 2022, antecipam os economistas.

Yellen sublinhou que o American Rescue Plan (ARP), plano de apoio adotado em março de 2021 e lançado pela administração liderada por Joe Biden, “funcionou como uma vacina para a economia norte-americana, protegendo a recuperação da possibilidade de novas variantes”.

“A proteção não foi completa, mas foi sólida e impediu muitas comunidades de sentirem os efeitos económicos mais graves da Ómicron e da Delta”, afirmou, lembrando os 350 milhões de dólares que foram destinados a apoio local.

EO // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS