OE2021: CDS considera que este “não é o orçamento de que o país precisa”

O CDS criticou hoje a proposta de OE2021, considerando que não é a que “o país precisa” para recuperar, e salientou que “o caminho” do partido “é em tudo divergente”.

OE2021: CDS considera que este

OE2021: CDS considera que este “não é o orçamento de que o país precisa”

O CDS criticou hoje a proposta de OE2021, considerando que não é a que “o país precisa” para recuperar, e salientou que “o caminho” do partido “é em tudo divergente”.

Lisboa, 13 out 2020 (Lusa) — O CDS criticou hoje a proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano (OE2021), considerando que não é a que “o país precisa” para recuperar, e salientou que “o caminho” do partido “é em tudo divergente”.

Em declarações aos jornalistas na Assembleia da República, em Lisboa, a deputada Cecília Meireles afirmou que “este não é o orçamento de que o país precisa”, nomeadamente “para ter verdadeira recuperação económica”.

“A visão estratégica que este orçamento apresenta de recuperação económica resume-se a três palavras: gastar dinheiro público”, criticou a centrista.

Questionada sobre o sentido de voto do CDS quando à proposta de OE2021 entregue no parlamento na segunda-feira à noite pelo ministro das Finanças, Cecília Meireles salientou que “é óbvio que o caminho do CDS é em tudo divergente do caminho deste orçamento”.

“Mas hoje à tarde haverá uma conferência de imprensa do presidente do CDS e eu penso que pode repetir essa pergunta, embora me pareça que será óbvia a resposta”, acrescentou, deixando subentendido que os centristas votarão contra.

A proposta de orçamento para 2021 será votada na generalidade em 28 de outubro, estando a votação final global do documento marcada para 26 de novembro.

FM // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS