OE2021: Catarina Martins rejeita posição “inaceitável “de Costa e país em duodécimos

A coordenadora do BE considerou hoje inaceitável que o primeiro-ministro acuse comunistas e bloquistas por se juntarem à direita se chumbarem o Orçamento, afirmando que é o PS que “não negoceia”, e rejeitou um país em duodécimos.

OE2021: Catarina Martins rejeita posição

OE2021: Catarina Martins rejeita posição “inaceitável “de Costa e país em duodécimos

A coordenadora do BE considerou hoje inaceitável que o primeiro-ministro acuse comunistas e bloquistas por se juntarem à direita se chumbarem o Orçamento, afirmando que é o PS que “não negoceia”, e rejeitou um país em duodécimos.

“O que eu acho inaceitável é o primeiro-ministro dizer uma coisa como: se PCP e Bloco se juntarem à direita. Mas agora cada vez que o PS não negoceia acha que a esquerda se junta à direita? O que é isto? Isto é inaceitável em democracia”, afirmou hoje, em entrevista ao Observador, Catarina Martins.

No sábado, num encontro digital promovido pelo PS, António Costa avisou que o próximo Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) “só chumba se BE e PCP somarem os seus votos à direita” e disse ter dificuldade em perceber como é que a esquerda não apoia este documento.

Questionada sobre a possibilidade de o país ter de ser governado em duodécimos num cenário de chumbo do OE2021, a líder bloquista começou por sublinhar que o primeiro-ministro já referiu “que o país em duodécimos não seria uma crise política”.

Catarina Martins afirmou em seguida esperar que António Costa “não queira duodécimos porque aquilo que o país precisa é de um Orçamento do Estado que responda à crise” e que é sobre isso que o “BE está muito concentrado”.

“Se não existir um orçamento o Governo pode apresentar outro”, defendeu, considerando ser uma “irresponsabilidade deitar a toalha ao chão”.

Na perspetiva de Catarina Martins, “há uma forma terrível de fazer política nos momentos difíceis” que é todos começarem “a arranjar desculpas para falhar”.

“O Bloco de Esquerda não arranjará desculpas para falhar. Espero que não seja isso [que o PM quer]. Espero que queira mesmo um Orçamento do Estado. É o que o BE quer”, respondeu.

JF // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS