OE2020: PS critica “agendas partidárias” e fala em consequências nefastas de crise política

O PS considerou hoje que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 contém “avanços”, sobretudo no plano social, e advertiu Bloco de Esquerda e PCP que agendas “eleitorais e partidárias” não podem motivar uma crise política.

OE2020: PS critica

OE2020: PS critica “agendas partidárias” e fala em consequências nefastas de crise política

O PS considerou hoje que a proposta de Orçamento do Estado para 2021 contém “avanços”, sobretudo no plano social, e advertiu Bloco de Esquerda e PCP que agendas “eleitorais e partidárias” não podem motivar uma crise política.

Esta posição foi transmitida pelo vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia, horas depois de a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, ter afirmado que, neste momento, por aquilo que conhece da proposta de Orçamento do Governo, não há condições para que o seu partido a viabilize.

Horas antes de o Governo entregar na Assembleia da República a sua proposta orçamental, João Paulo Correia fez questão de frisar que o Governo e o PS continuam abertos à negociação com o Bloco de Esquerda, PCP e PEV até 28 de outubro, quando começar a fase de apreciação do Orçamento na generalidade.

Mas João Paulo Correia deixou um aviso: “Os avanços que serão alcançados não podem ser desperdiçados por agendas partidárias e eleitorais”.

PMF // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS