Número de mortos no Sudão sobe para 35, militares prometem eleições em nove meses

Conselho dos Médicos do Sudão afirmou hoje que o número de mortos subiu para pelo menos 35, enquanto militares, no poder, prometeram convocar eleições dentro de nove meses.

Número de mortos no Sudão sobe para 35, militares prometem eleições em nove meses

Número de mortos no Sudão sobe para 35, militares prometem eleições em nove meses

Conselho dos Médicos do Sudão afirmou hoje que o número de mortos subiu para pelo menos 35, enquanto militares, no poder, prometeram convocar eleições dentro de nove meses.

O anterior balanço apontava para 30 mortos.

O número aumentou após ter sido contabilizada a morte de cinco pessoas no distrito de Bahri, na capital do país, Cartum, havendo ainda a registar centenas de feridos após uma ação militar sobre manifestantes que estavam acampados junto ao quartel-general do Exército a exigir a transferência de poder para uma autoridade civil.

As forças armadas que governam o Sudão desde 11 de abril anunciaram o cancelamento do acordo que havia sido alcançado com os manifestantes e prometeram convocar eleições no prazo de nove meses.

O Conselho Militar de Transição “decide parar de negociar com a Aliança para a Liberdade e Mudança”, que lidera o protesto, “para cancelar o que foi acordado e realizar eleições dentro de nove meses “, disse o chefe do Conselho, general Abdel Fattah al-Burhane, num comunicado transmitido pela televisão oficial sudanesa.

O Reino Unido e a Alemanha pediram na segunda-feira uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre o Sudão, que deverá realizar-se hoje.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou o uso excessivo da força pelas autoridades sudanesas contra os manifestantes.

Também a França e os Estados Unidos condenaram a repressão que consideraram “brutal”.

Os manifestantes estavam acampados desde o início de abril, primeiro para exigir a saída de Omar al-Bashir do poder e depois que os generais entregassem o poder a um Governo civil.

JMC (ECR/JYO/AJO/ATR) // JMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS