Número de desempregados inscritos desceu 17,1% em setembro, para 338.935

Número de desempregados inscritos desceu 17,1% em setembro, para 338.935

O número de desempregados inscritos era de 338.935, uma descida de 17,1% face ao mesmo mês de 2017 e um aumento de 0,2% em relação a agosto.

Lisboa, 22 out (Lusa) — O número de desempregados inscritos nos serviços de emprego em setembro era de 338.935, uma descida de 17,1% face ao mesmo mês de 2017 e um aumento de 0,2% em relação a agosto, foi hoje divulgado.

De acordo com a Informação Mensal do Mercado do Emprego, divulgada pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), o total de desempregados registados no país foi inferior ao verificado no mesmo mês de 2017 (-85.169 ou -17,5%), tendo aumentado em relação ao mês anterior (788 ou 0,2%)”.

Para a diminuição do desemprego registado, face ao mês homólogo de 2017, “contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os homens, os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, os inscritos há um ano ou mais, os que procuravam novo emprego e os que possuem como habilitação escolar o 1.º ciclo básico”.

Já o aumento face ao mês anterior fez-se sentir, particularmente, nas mulheres, na procura do primeiro emprego, em inscrições com menos de um ano e em habilitações de nível superior.

Em setembro, inscreveram-se nos serviços de emprego 53.881 desempregados, número inferior ao do mesmo mês de 2017 (-5.006; -8,5%). Em relação a agosto deste ano, o volume de inscrições foi superior (13.012; 31,2%).

A nível regional, face a setembro de 2017, o desemprego registado diminuiu em todas as regiões, verificando-se as descidas mais acentuadas na região Norte (-19,3%) e no Alentejo (-19,6%).

Na comparação mensal, foram registados aumentos em todas as regiões do continente, exceto na de Lisboa e Vale do Tejo.

Por grupos profissionais dos desempregados registados no continente destacaram-se os trabalhadores não qualificados, (25% do total), os trabalhadores dos serviços pessoais, de proteção segurança e vendedores (19,1% do total) e os especialistas das atividades intelectuais e científicas (13% do total).

As ofertas de emprego recebidas ao longo de setembro totalizaram 12.064 em todo o país, número superior ao mês homólogo de 2017(77; 0,6%) e acima do mês de agosto (1.653; 15,9%).

As atividades com maior expressão nas ofertas de emprego recebidas (dados do continente) foram as imobiliárias, administrativas e dos serviços de apoio (20,6%) e alojamento, restauração e similares (18,3%).

As colocações realizadas durante o mês de setembro totalizaram 8.298 em todo o país, o que corresponde a um crescimento homólogo de 4,2% e a uma subida de 18,2 % face ao mês de agosto deste ano.

RRA // EA

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Número de desempregados inscritos desceu 17,1% em setembro, para 338.935

O número de desempregados inscritos era de 338.935, uma descida de 17,1% face ao mesmo mês de 2017 e um aumento de 0,2% em relação a agosto.