Novo líder parlamentar do PSD diz-se “satisfeito com votação” e recusa entrar em comparações

O novo líder parlamentar do PSD afirmou hoje estar “satisfeito com a votação” na sua direção, perto de 60%, e recusou estar fragilizado ou entrar em comparações com os números obtidos pelos seus antecessores.

Novo líder parlamentar do PSD diz-se

Novo líder parlamentar do PSD diz-se “satisfeito com votação” e recusa entrar em comparações

O novo líder parlamentar do PSD afirmou hoje estar “satisfeito com a votação” na sua direção, perto de 60%, e recusou estar fragilizado ou entrar em comparações com os números obtidos pelos seus antecessores.

“Não creio que seja útil fazer comparações, preocupa-me – em todos os lugares por onde tenho passado na minha carreira académica, profissional e política – sempre com a avaliação que os meus pares fazem à saída, não à entrada”, afirmou Joaquim Miranda Sarmento, em declarações aos jornalistas no parlamento, depois de serem anunciados os resultados da eleição da nova direção da bancada com 46 votos a favor, 20 brancos, 20 nulos e uma abstenção (59,74%).

Questionado pelos jornalistas se se sente fragilizado, face a uma votação bastante mais baixa que o seu antecessor, Paulo Mota Pinto (92%), o economista considerou que “não há comparações porque as circunstâncias são, naturalmente, diferentes”.

“Não me sinto minimamente fragilizado, estou bastante comprometido e entusiasmado com esta missão e com os desafios que o PSD tem pela frente”, afirmou.

O anterior coordenador do Conselho Estratégico Nacional do ex-líder Rui Rio — o único deputado que não votou — e depois autor da moção de estratégia do presidente Luís Montenegro disse estar “satisfeito com a votação e com a confiança”, dizendo contar “com todos os deputados do PSD”.

SMA // ACL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS