Novo governador do Banco de Cabo Verde desvaloriza críticas e quer ser parte da solução

O novo governador do Banco de Cabo Verde, Óscar Santos, defendeu hoje que a instituição deve ser “parte da solução” na atual conjuntura, rejeitando ‘faits divers’ sobre a sua nomeação pelo Governo após ter perdido a Câmara da Praia.

Novo governador do Banco de Cabo Verde desvaloriza críticas e quer ser parte da solução

Novo governador do Banco de Cabo Verde desvaloriza críticas e quer ser parte da solução

O novo governador do Banco de Cabo Verde, Óscar Santos, defendeu hoje que a instituição deve ser “parte da solução” na atual conjuntura, rejeitando ‘faits divers’ sobre a sua nomeação pelo Governo após ter perdido a Câmara da Praia.

“Não sou uma pessoa para me distrair com ‘faits divers’ ou ainda com factos e incidentes sem especial relevância na conjuntura”, afirmou Óscar Santos, economista e quadro do BCV, no discurso de tomada de posse como governador, esta manhã, na cidade da Praia, perante o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

O ex-presidente da Câmara da Praia – falhou a reeleição, pelo Movimento para a Democracia (MpD), nas eleições municipais de 25 de outubro — foi nomeado pelo Governo (MpD) para as funções de governador do banco central, perante as críticas de nepotismo e partidarização de toda a oposição, que recorda ainda a previsão de realização de eleições legislativas no primeiro trimestre deste ano.

Rejeitando estas críticas dos últimos dias, o novo governador afirmou estar “focado apenas em assegurar, com o apoio de todos administradores, dirigentes técnicos e funcionários, que o Banco de Cabo Verde cumpra com elevada qualidade a sua missão”.

Sobre a missão destacou “tanto a principal, como as secundárias, nomeadamente a de manter a estabilidade de preços, promover a liquidez, a solvência e o funcionamento de um sistema financeiro assente na estabilidade do mercado, colaborar na definição da política monetária e executá-la de forma autónoma, gerir as reservas cambias e em última estancai desempenhar as funções de conselheiro do Governo”.

Garantiu que a nova equipa do Banco de Cabo Verde quer “ajudar a promover a economia e o país”, sobretudo face à atual conjuntura económica provocada pela pandemia de covid-19, fazendo para tal “uso de procedimentos assertivos que facilitem o desenvolvimento de negócios, suprimindo ou mitigando situações e circuitos causadores de constrangimentos sem motivos racionalmente compreensíveis”.

“O Banco de Cabo Verde deve fazer sempre parte da solução e nunca constituir-se numa parte do problema. É o que podemos prometer ao Governo, a todos as autoridades e à sociedade em geral. Cumprir com rigor as leis da República, exercer o cargo com elevado sentido de serviço público e prestar toda a colaboração necessária com maior lisura, transparência e lealdade”, afirmou Óscar Santos.

De acordo com a resolução do Conselho de Ministros 03/2021, de 04 de janeiro, que a Lusa noticiou na segunda-feira, ao abrigo da Lei Orgânica do Banco de Cabo Verde, o Governo nomeou Óscar Humberto Évora dos Santos para, em comissão de serviço, exercer o cargo de governador do banco central.

Já através da resolução 01/2021, do mesmo dia, o Governo recorda que o mandato do governador do Banco de Cabo Verde tem a duração de cinco anos, renovável por igual período uma só vez, mas formaliza a saída de João António Pinto Serra, que assim não renova o mandato.

João Serra, antigo ministro das Finanças no Governo liderado por José Maria Neves (PAICV) foi empossado no cargo de governador do BCV em dezembro de 2014, mas em 2019, quando estava no quinto ano em funções, assumiu publicamente que pretendia apenas cumprir um único mandato.

Desde 2008 que a Câmara Municipal da Praia estava nas mãos do MpD, inicialmente liderada por Ulisses Correia e Silva, atual primeiro-ministro, mas já então com Óscar Santos como número dois.

A perda da capital para o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), com a derrota da lista liderada por Óscar Santos, foi a maior surpresa das eleições municipais de outubro no arquipélago.

PVJ // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS