Novo Banco reduziu 112 trabalhadores no 1.º semestre

O Novo Banco reduziu 112 trabalhadores e fechou 10 agências no primeiro semestre, segundo as contas hoje apresentadas.

Novo Banco reduziu 112 trabalhadores no 1.º semestre

Novo Banco reduziu 112 trabalhadores no 1.º semestre

O Novo Banco reduziu 112 trabalhadores e fechou 10 agências no primeiro semestre, segundo as contas hoje apresentadas.

Em junho, o grupo Novo Banco tinha 4.448 funcionários em Portugal, menos 112 do que em dezembro do ano passado.

Já os balcões eram 348, ou seja, menos 10 do que no final de 2020.

Grandes bancos portugueses preveem cortar milhares de postos de trabalho este ano, sendo BCP e Santander Totta os que têm processos mais ‘agressivos’ e admitem mesmo recorrer a despedimentos coletivos.

O caso do Novo Banco (que entre final de 2014 e 2020 reduziu 2.200 funcionários) tem um programa de propostas de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo (que garantem acesso a subsídio de desemprego), segundo fontes dos trabalhadores.

O Novo Banco apresentou hoje lucros de 137,7 milhões de euros no primeiro semestre, que compara com os prejuízos de 555,3 milhões de euros do mesmo período de 2020. Esta é a primeira vez que o Novo Banco apresenta resultados semestrais positivos.

O Novo Banco nasceu em 03 de agosto de 2014 (completa esta terça-feira sete anos) na resolução do Banco Espírito Santo (BES).

Em 2017, o Estado português acordou a venda de 75% do banco ao fundo de investimento norte-americano Lone Star. Então, foi criado um mecanismo de capitalização contingente pelo qual o Fundo de Resolução se comprometeu a, até 2026, cobrir perdas com ativos ‘tóxicos’ com que o Novo Banco ficou do BES até 3.890 milhões de euros.

O Novo Banco já consumiu até ao momento 3.293 milhões de euros de dinheiro público ao abrigo deste mecanismo de capitalização.

IM // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS