Navio patrulha “Sines” em Cabo Verde para cooperação e segurança marítima

O navio patrulha português “Sines” chega na segunda-feira a Cabo Verde, onde vai estar atracado durante 10 dias, no âmbito da iniciativa Mar Aberto, que tem por objetivo promover a cooperação e a segurança regional.

Navio patrulha

Navio patrulha “Sines” em Cabo Verde para cooperação e segurança marítima

O navio patrulha português “Sines” chega na segunda-feira a Cabo Verde, onde vai estar atracado durante 10 dias, no âmbito da iniciativa Mar Aberto, que tem por objetivo promover a cooperação e a segurança regional.

A embaixada de Portugal em Cabo Verde, em comunicado, revelou que o navio estará atracado no porto grande do Mindelo, na ilha de São Vicente, de 14 a 16 de outubro, e no porto da Praia, na ilha de Santiago, entre os dias 21 e 23.

A missão do navio português prolonga-se até dezembro e até lá vai desenvolver várias atividades com a Marinhas e Guarda Costeira do Senegal, Togo, São Tomé e Príncipe, Angola, Nigéria, Costa do Marfim e Guiné-Bissau.

O objetivo, segundo a mesma nota, é contribuir para a segurança marítima nessa região do globo.

O navio de patrulha “Sines” é comandado pela capitã-tenente Mónica Martins e tem como comandante do grupo de tarefa o capitão-de-mar-e-guerra Rodrigo Campos.

A embaixada portuguesa informou ainda que a guarnição está reforçada com uma equipa de fuzileiros e mergulhadores, totalizando 60 militares, e levará pela primeira vez um destacamento de veículos autónomos não tripulados.

A iniciativa Mar Aberto teve início em 2008 e realiza-se desde então todos os anos, com atividades nas áreas marítimas da Costa Ocidental Africana e no Golfo da Guiné, com particular incidência nas atividades cooperativas com a Marinhas e Guarda Costeira dos países da região.

“Viana do Castelo” e a fragata “Álvares Cabral” foram outros dois navios portugueses que já participaram na iniciativa Mar Aberto.

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS