Munícipe interrompe reunião da Câmara Municipal de Lisboa e é retirado da sala à força

Munícipe interrompe reunião da Câmara Municipal de Lisboa e é retirado da sala à força

O munícipe pediu a palavra fora do período de intervenção pública e Fernando Medina não autorizou a intervenção

Decorreu esta tarde uma reunião Pública da Câmara Municipal de Lisboa que ficou marcada por um incidente. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, mandou retirar da sala um munícipe depois de este ter pedido a palavra fora do período de intervenção pública.

O homem levantou-se para pedir a palavra mas tal foi-lhe recusado por Fernando Medina.

“O senhor não tem direito à palavra neste momento. Está a interromper uma reunião de câmara”, disse, pedindo que este se retirasse. Medina tinha ficaod no ponto 3 da ordem de trabalhos e tentou prosseguir, mas o homem insistiu.

O senhor não pode interromper a reunião da forma como interrompeu”, disse Fernando Medina.

É neste momento que entra a Polícia Municipal, que tenta convencer o munícipe a sair. Exaltado, o homem continuou a tentar ganhar a palavra, falando cada vez mais alto.

O homem já tinha tentado falar na última reunião, facto que é relembrado por João Gonçalves Pereira, vereador do CDS-PP.

O cidadão em causa tiem uma reunião marcada com a Unidade de Coordenação Territorial (UCT) e uma inscrição para a Assembleia Municipal, ripostou Medina.

“Se a questão tivesse sido colocada no período do público — até porque faltou uma das pessoas —, porventura o senhor usaria pela enésima vez da palavra. Não o fez. Começámos a nossa ordem de trabalhos [e ele] interrompeu intempestivamente esta reunião”, disse ainda Fernando Medina. “É minha obrigação assegurar o respeito pela câmara, pela instituição e pelos senhores vereadores.”

Veja o vídeo:

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS