Moody’s não se pronuncia sobre ‘rating’ de Portugal que se mantém em ‘Baa2’

A agência de notação financeira Moody’s decidiu hoje não se pronunciar sobre a notação da dívida soberana portuguesa, mantendo-se a avaliação em ‘Baa2’, com perspetiva estável.

Moody's não se pronuncia sobre 'rating' de Portugal que se mantém em 'Baa2'

Moody’s não se pronuncia sobre ‘rating’ de Portugal que se mantém em ‘Baa2’

A agência de notação financeira Moody’s decidiu hoje não se pronunciar sobre a notação da dívida soberana portuguesa, mantendo-se a avaliação em ‘Baa2’, com perspetiva estável.

Estava previsto a Moody’s pronunciar-se hoje sobre o ‘rating’ de Portugal, mas os calendários são apenas indicativos, podendo a agência optar por não o fazer.

Esta é a segunda vez este ano que a Moody’s opta por não se pronunciar sobre a dívida soberana portuguesa, já que em 20 de maio também não divulgou a avaliação prevista.

No dia 17 de setembro de 2021, a agência norte-americana subiu a notação da dívida portuguesa de ‘Baa3’, acima de ‘lixo’, para ‘Baa2’, com perspetiva estável.

Esta alteração foi justificada, na altura, com a expectativa de melhoria do crescimento da economia no longo prazo e a confiança de que a dívida pública iria voltar à trajetória descendente.

Fica assim encerrado o ciclo de avaliações previsto pelas agências de notação financeira a Portugal este ano, tendo o país registado três melhorias de ‘rating’: pela Fitch, pela DBRS e pela Standard&Poor’s.

O ‘rating’ é uma avaliação atribuída pelas agências de notação financeira, com grande impacto para o financiamento dos países e das empresas, uma vez que avalia o risco de crédito.

AAT // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS