1. HOME >
  2. NOTICIAS >
  3. POLITICA
Milhares de pessoas protestam na Guatemala contra fim da missão anticorrupção da ONU

Milhares de pessoas protestam na Guatemala contra fim da missão anticorrupção da ONU

Milhares de pessoas manifestaram-se sábado na Guatemala contra a tentativa do Presidente Jimmy Morales de terminar o mandato de uma missão da ONU de combate à corrupção que investiga contas da sua campanha eleitoral em 2015.

“Rejeitamos o Governo dos corruptos”, “Somos contra a impunidade”, podia ler-se em alguns cartazes empunhados por manifestantes na Cidade da Guatemala, a capital.

“Rejeitamos as ações falaciosas e ilegais de Jimmy Morales (…) que tenta de novo acabar com a luta contra a corrupção”, disse um dos ativistas, Alvaro Montenegro, do Justicia Ya, um dos grupos que promoveu a manifestação.

Novas manifestações são esperadas na segunda-feira.

O Governo da Guatemala decidiu na segunda-feira dar por concluída a missão da Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala (Cicig), cujo início de atividade data de 2007.

Contudo, na quarta-feira, o Tribunal Constitucional – a mais alta instância na Guatemala – suspendeu esta decisão unilateral.

O Tribunal Constitucional instou as autoridades a envidarem todos os esforços para facilitar o trabalho da missão da ONU.

O fim da missão da ONU, que Jimmy Morales acusou de exceder as suas funções, foi inicialmente agendado para 03 de setembro de 2019, após a próxima eleição presidencial.

As tensões entre o Presidente Morales e a Cicig datam de 2016, quando o seu irmão e o seu filho foram acusados de evasão de impostos e branqueamento de capitais.

O conflito agudizou-se no verão de 2017, quando a missão da ONU e a Justiça guatemalteca solicitou o levantamento da imunidade presidencial para investigar suspeitas de financiamento de campanha ilegal durante a campanha eleitoral de 2015.

JMC // JMC

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Milhares de pessoas protestam na Guatemala contra fim da missão anticorrupção da ONU

Milhares de pessoas manifestaram-se sábado na Guatemala contra a tentativa do Presidente Jimmy Morales de terminar o mandato de uma missão da ONU de combate à corrupção que investiga contas da sua campanha eleitoral em 2015.