Merkel defende CDU ao centro antes da eleição de novo líder

A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou hoje à União Democrata-Cristã (CDU) para permanecer ao centro, quando um dos seus adversários internos, Friedrich Merz, defensor de uma viragem à direita, está na corrida à liderança do partido.

Merkel defende CDU ao centro antes da eleição de novo líder

Merkel defende CDU ao centro antes da eleição de novo líder

A chanceler alemã, Angela Merkel, apelou hoje à União Democrata-Cristã (CDU) para permanecer ao centro, quando um dos seus adversários internos, Friedrich Merz, defensor de uma viragem à direita, está na corrida à liderança do partido.

A chanceler alemã deu a entender que prefere um candidato moderado, Armin Laschet.

“Este é previsivelmente o último congresso da CDU em que participo como chanceler”, afirmou Merkel, numa mensagem aos delegados, um dia antes da eleição do líder do partido.

Os delegados do partido conservador deverão escolher entre Armin Laschet, governador da região mais populosa da Alemanha, a Renânia do Norte-Vestefália, o liberal Friedrich Merz, um rival histórico de Merkel, e Norbert Röttegen, perito em política externa.

A CDU dirigiu o país “com responsabilidade” e enfrentou grandes desafios, como a crise na zona euro ou a crise migratória, recordou Merkel.

Com a pandemia, há um desafio “de dimensões desconhecidas”, que reclama desafios que “nunca poderíamos ter imaginado” e ao qual a CDU responde “como partido do centro”, afirmou.

“Como partido do centro procuramos naturalmente soluções equilibradas em debates e que favoreçam sempre a base económica e coesão social”, disse a chanceler, numa mensagem em formato virtual.

“Espero que seja eleita uma equipa que tome em mãos o destino do nosso orgulhoso partido e que encontre depois com todos os seus membros as respostas certas para os desafios do futuro”, insistiu Merkel, no que foi interpretado como uma preferência por Laschet, considerado um centrista.

A mensagem da chanceler foi apresentada após o discurso de despedida da atual presidente da CDU, Annegret Kramp-Karrenbauer, eleita em 2018 como sucessora de Merkel, mas que acabou por anunciar em fevereiro a intenção de se demitir da liderança apontando falta de apoio do partido.

Foi então marcado um congresso para 25 de abril, que depois seria adiado para 04 de dezembro e de novo protelado devido à pandemia de covid-19.

Os resultados da eleição para a liderança da CDU serão conhecidos no sábado à tarde e o vencedor deverá ser o candidato a chanceler nas eleições legislativas previstas para setembro ou outubro de 2021, quando Angela Merkel cessa funções depois de 16 anos como chefe de governo.

EO (MDR) // JLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS