Marcelo diz que Portugal “estará sempre ao lado da Roménia” quanto à entrada no espaço Schengen

O Presidente da República afirmou hoje que Portugal “estará sempre ao lado da Roménia” no que respeita à entrada daquele país no espaço Schengen, que o seu homólogo romeno classificou como “objetivo nacional de grande importância”.

Marcelo diz que Portugal

Marcelo diz que Portugal “estará sempre ao lado da Roménia” quanto à entrada no espaço Schengen

O Presidente da República afirmou hoje que Portugal “estará sempre ao lado da Roménia” no que respeita à entrada daquele país no espaço Schengen, que o seu homólogo romeno classificou como “objetivo nacional de grande importância”.

“Portugal esteve, está e estará sempre ao lado da Roménia quanto à questão do acesso da Roménia ao espaço Schengen”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa numa conferência de imprensa conjunta com o Presidente da Roménia, Klaus Iohannis.

O chefe de Estado e comandante supremo das Forças Armadas esteve hoje na base militar de Caracal, na Roménia, para visitar os militares portugueses que estão integrados numa missão da NATO.

O Presidente da República destacou que esta “é uma posição que não é só nacional, é uma posição europeia de Portugal”.

Marcelo considerou que “é importante para a União Europeia rever a posição tomada recentemente o mais rapidamente possível, permitindo a entrada da Roménia, como aliás da Bulgária, mas aqui concretamente da Roménia, no espaço Schengen”.

“A solidariedade europeia não pode ser uma solidariedade parcial ou unilateral, tem de ser global, e solidariedade global significa em questões tão importantes como estas, num momento tão grave como aquele que atravessamos, evitar problemas adicionais aos problemas que já temos todos na Europa e no mundo”, defendeu Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente português referia-se à decisão do Conselho da União Europeia de 08 de dezembro que negou mais uma vez a entrada da Bulgária e da Roménia no espaço Schengen de livre circulação de pessoas, recomendada pela Comissão Europeia, mas chumbada pela Áustria e pelos Países Baixos.

O Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, disse ter a “convicção a 100% de que a Roménia vai tornar-se parte do espaço Schengen” e indicou que este “vai continuar a ser um objetivo nacional de grande importância”.

Ressalvando não ser possível falar sobre uma data concreta, o chefe de Estado romeno disse que a autorização para a adesão poderá ser possível no próximo ano.

FM // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS