Maratona de audições pós-eleições 3.ª feira em Belém a começar pelo Livre e a acabar no PS

O Presidente da República vai ouvir na terça-feira os partidos com representação parlamentar, tendo em vista a indigitação do primeiro-ministro, a começar pelo Livre, às 11:30.

Maratona de audições pós-eleições 3.ª feira em Belém a começar pelo Livre e a acabar no PS

Maratona de audições pós-eleições 3.ª feira em Belém a começar pelo Livre e a acabar no PS

O Presidente da República vai ouvir na terça-feira os partidos com representação parlamentar, tendo em vista a indigitação do primeiro-ministro, a começar pelo Livre, às 11:30.

Lisboa, 07 out 2019 (Lusa) – O Presidente da República vai ouvir na terça-feira os partidos com representação parlamentar a começar pelo Livre, às 11:30, e terminando com o PS, às 20:00, tendo em vista a indigitação do primeiro-ministro.

De acordo com uma nota publicada hoje no ‘site’ da Presidência, as audições começarão pelo Livre, o partido menos votado, às 11:30, e terminarão com o PS, às 20:00. Seguem-se as reuniões com a Iniciativa Liberal, às 12:00, o Chega às 12:30, o PEV às 13:00 e o PAN às 13:30.

À tarde, as audições no Palácio de Belém são retomadas às 16:00, hora prevista para a reunião com o CDS-PP. Seguir-se-á o PCP, às 17:00, o Bloco de Esquerda às 18:00, o PSD às 19:00 e o PS às 20:00.

“Dado que se realiza a 17 e 18 de outubro um importante Conselho Europeu, nomeadamente por causa do ‘Brexit’, o Presidente da República receberá já na próxima terça-feira, dia 08 de outubro, em audiência, os partidos políticos com representação parlamentar, tendo em vista a indigitação do primeiro-ministro”, lê-se num comunicado divulgado domingo à noite.

O PS venceu as legislativas de domingo, sem maioria absoluta, seguindo-se PSD, BE, CDU (PCP/PEV), CDS-PP e PAN. Chega, Iniciativa Liberal e Livre elegeram pela primeira vez deputados nestas eleições, em que, pelas 00:30 de hoje, estavam apuradas todas as freguesias do território nacional, faltando contabilizar apenas votos dos círculos da emigração.

O artigo 187.ª da Constituição da República Portuguesa estabelece que “o primeiro-ministro é nomeado pelo Presidente da República, ouvidos os partidos representados na Assembleia da República e tendo em conta os resultados eleitorais”.

SF (IEL) // SF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS