Manifestantes bloqueiam três das principais avenidas de Barcelona

Centenas de pessoas convocadas pelos denominados Comités de Defesa da República cortaram hoje o trânsito automóvel em três das principais avenidas de entrada e saída de Barcelona.

Manifestantes bloqueiam três das principais avenidas de Barcelona

Manifestantes bloqueiam três das principais avenidas de Barcelona

Centenas de pessoas convocadas pelos denominados Comités de Defesa da República cortaram hoje o trânsito automóvel em três das principais avenidas de entrada e saída de Barcelona.

Barcelona, Espanha, 12 nov 2019 (Lusa) – Centenas de pessoas convocadas pelos denominados Comités de Defesa da República (CDR) cortaram hoje o trânsito automóvel em três das principais avenidas de entrada e saída de Barcelona, noticiou a agência noticiosa EFE.

Depois de efetivos da polícia francesa e da polícia regional catalã, Mossos d’Esquadra, terem desalojado ao final da manhã os manifestantes que desde segunda-feira impediam o trânsito na autoestrada número 7 (AP-7), junto à fronteira com França, no âmbito dos protestos contra a condenação de dirigentes independentistas catalães, diversas plataformas independentistas apelaram através das redes sociais para bloqueios noutros pontos da Catalunha.

Em Barcelona, os manifestantes cortaram o tráfego na Avenida Diagonal com María Cristina, na Meridiana com Fabra i Puig e na Gran Via de les Corts Catalanes com Padilla, o que obrigou os agentes de autoridade a desviar o trânsito para ruas adjacentes.

A estes cortes soma-se o que se mantém desde 30 de outubro na Praça da Universidade, devido ao acampamento protagonizado por estudantes universitários.

Relativamente a cortes de estradas convocados pelo coletivo “Tsunami Democrático” e outros grupos independentistas fora de Barcelona, em Girona continua cortado o trânsito em AP-7 e o Serviço Catalão de Tráfego (SCT) divulgou uma nota em que anuncia que os automóveis estão a ser desviados para a saída 8, no sentido norte, e pela saída 5 no sentido sul.

O SCT anunciou ainda que a autoestrada número 7 está cortada, nos dois sentidos, devido a uma manifestação em Tarragona.

A ação de “desobediência pacífica” sancionada pelos líderes políticos separatistas catalães começou na segunda-feira e deveria demorar três dias.

O grupo “Tsunami Democrático” foi responsável por uma série de ações de protesto, alguns violentos, desde a condenação há um mês de 12 líderes separatistas catalães pelo seu envolvimento em 2017 na tentativa de autodeterminação desta região espanhola.

EL (FPB) // SR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS