Manifestação de apoio aos bombeiros junta mais de 300 pessoas em Borba

Mais de 300 pessoas manifestaram-se em frente ao quartel dos Bombeiros de Borba em solidariedade para com os dois operacionais feridos há uma semana, numa iniciativa em que participou o deputado do partido Chega, André Ventura.

Manifestação de apoio aos bombeiros junta mais de 300 pessoas em Borba

Manifestação de apoio aos bombeiros junta mais de 300 pessoas em Borba

Mais de 300 pessoas manifestaram-se em frente ao quartel dos Bombeiros de Borba em solidariedade para com os dois operacionais feridos há uma semana, numa iniciativa em que participou o deputado do partido Chega, André Ventura.

Mais de 300 pessoas manifestaram-se em frente ao quartel dos Bombeiros de Borba em solidariedade para com os dois operacionais feridos há uma semana, numa iniciativa em que participou o deputado do partido Chega, André Ventura. Aos poucos, as pessoas foram-se juntando nas imediações do quartel para a manifestação que estava marcada para as 15:00 e cujos promotores são desconhecidos, tendo o evento sido divulgado através do grupo “Amigos de Borba” da rede social Facebook.

LEIA DEPOIS
Mãe que abandonou bebé no lixo recebe apoio da embaixada de Cabo Verde

Mãe de um dos bombeiros disse estar comovida “com tanta gente” presente na manifestação

Já passava das 15:30 quando os participantes se aproximaram do quartel, em cuja escadaria se reuniram elementos da direção da associação humanitária da corporação de Borba e bombeiros de corporações vizinhas, como Vila Viçosa, que agradeceram aos presentes o apoio e solidariedade. Ivone Figueira, de 66 anos, mãe de um dos bombeiros que ficou ferido na madrugada do sábado passado, aquele que “levou com vidro nas costas”, disse à  Lusa estar “comovida com tanta gente” que se juntou à iniciativa.

“Nunca pensei encontrar aqui tanta gente”, admitiu, satisfeita pelo apoio à corporação, na qual os seus dois filhos são bombeiros. Na manifestação de hoje, frisou, “não podia faltar” e “tinha mesmo que estar presente”, até porque ainda tem bem presentes os acontecimentos de há uma semana. “Meu Deus, como é que se sente uma mãe quando sabe que o filho é agredido? Foi assim que eu me senti. Fui logo telefonar a ver se ele estava bem e estava”, disse.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para domingo, 10 de novembro
Homem alcoolizado cai à linha do comboio (COM VÍDEO)

Impala Instagram


RELACIONADOS