Mais de 5.000 manifestantes em Tunes para denunciar “golpe” do presidente Saied

Mais de 5.000 pessoas manifestaram-se hoje no centro de Tunes para denunciar o “golpe” do presidente Kais Saied, que assumiu plenos poderes no final de julho.

Mais de 5.000 manifestantes em Tunes para denunciar

Mais de 5.000 manifestantes em Tunes para denunciar “golpe” do presidente Saied

Mais de 5.000 pessoas manifestaram-se hoje no centro de Tunes para denunciar o “golpe” do presidente Kais Saied, que assumiu plenos poderes no final de julho.

Os manifestantes concentraram-se na avenida Bourguiba, apesar dos muitos controlos, respondendo ao apelo de diferentes formações da oposição ao presidente, entre as quais o partido de inspiração islamita Ennahdha, afirma a agência France Presse, que cita fontes locais.

“Vim enquanto democrata e partidário de Moncef Marzouki”, o ex-presidente tunisino (2011-2014) que reside em Paris, disse um dos participantes à AFP.

Segundo a France Presse, uma parte da avenida foi interditada, existindo postos de controlo para impedir o avanço dos manifestantes.

Entre as palavras de ordem ouviam-se gritos de “o povo contra o golpe de Estado” e “eleva a voz, a revolução não morre”, acrescenta.

Saied invocou, no passado dia 25 de julho, um “perigo iminente” para demitir o primeiro-ministro, suspender o parlamento e tomar para si o poder judiciário, tendo, em 22 de setembro, promulgado um decreto que oficializa a suspensão de vários capítulos da Constituição e instaura “medidas excecionais” para realizar “reformas políticas”, entre as quais emendas à lei fundamental de 2014.

O presidente passou a legislar e a presidir ao Conselho de Ministros, tendo nomeado, em 29 de setembro, a geóloga Najla Bouden como primeira-ministra, aguardando-se a formação de um novo governo.

 

MLL // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS