Madrid aprova plano de recuperação de 70 mil MEuro para enviar a Bruxelas

O Governo espanhol aprovou hoje o Plano de Recuperação, Transformação e Resiliência com a lista de reformas e investimentos no montante de 70.000 milhões de euros que Madrid pretende implementar entre 2021 e 2023 com os fundos europeus.

Madrid aprova plano de recuperação de 70 mil MEuro para enviar a Bruxelas

Madrid aprova plano de recuperação de 70 mil MEuro para enviar a Bruxelas

O Governo espanhol aprovou hoje o Plano de Recuperação, Transformação e Resiliência com a lista de reformas e investimentos no montante de 70.000 milhões de euros que Madrid pretende implementar entre 2021 e 2023 com os fundos europeus.

A porta-voz do Governo espanhol, María Jesús Montero, explicou numa conferência de imprensa que o executivo deu autorização para enviar o documento à Comissão Europeia dentro do prazo previsto, que termina em 30 de abril.

“Este é o plano económico mais ambicioso que o nosso país alguma vez teve e que tem de lançar as bases para que as gerações futuras possam viver num país melhor, mais sustentável, mais produtivo e mais social”, disse Montero.

Por seu lado, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, sublinhou numa mensagem na rede social Twitter que o plano “oferece um horizonte de esperança, progresso e bem-estar”, apostando “numa Espanha verde, inclusiva, justa e feminista”.

De acordo com o que já se sabe sobre o plano, os 70.000 milhões serão distribuídos por 20 programas que terão um efeito multiplicador na economia superior a um, ou seja, que por cada euro de investimento o PIB irá melhorar em mais de um euro.

A transição para veículos elétricos através de uma estratégia de mobilidade “sustentável, conectada e segura” levará 18,85 de cada 100 euros, com um total de 13,2 mil milhões.

O segundo maior item será para a reabilitação e regeneração urbana (6,820 milhões), seguido pela modernização das administrações públicas (4,315 milhões), a digitalização das PMEs (4,066 milhões) e o roteiro 5G (3,999 milhões).

A implementação do plano irá acrescentar em média dois pontos percentuais por ano ao crescimento do PIB espanhol em 2021 e 2022, enquanto serão criados cerca de 12 empregos por cada milhão de euros investido, o que dá um total de 840.000 empregos ao longo de três anos.

Para ajudar a reparar os danos económicos e sociais causados pela pandemia de coronavírus, a Comissão Europeia, o Parlamento Europeu e os dirigentes da UE chegaram a acordo sobre um plano de recuperação geral que irá conduzir à saída da crise e lançar as bases para uma Europa “moderna e mais sustentável”.

Trata-se do maior pacote de medidas de estímulo alguma vez financiado pelo orçamento da União Europeia que prevê um total de 1,8 biliões de euros para ajudar a reconstruir a Europa pós-Covid-19, a ser distribuído pelos Estados-membros.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.122.150 mortos no mundo, resultantes de mais de 147,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

FPB // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS